Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

45º aniversário do COMGAP

A origem deste Grande Comando remonta a própria criação do Ministério da Aeronáutica, em 1941, quando, logo em seguida, surgiu a necessidade premente da criação da Diretoria de Material, objetivando o apoio logístico à Arma Aérea.

Decorrente da reorganização da estrutura do Ministério da Aeronáutica, em novembro de 1969, foi ativado o Comando-Geral de Apoio. Hoje, comemorando seus 45 anos de vida. 

Contudo, o tempo passou. Transcorreram quase 75 anos desde o nascimento do Ministério da Aeronáutica. A aplicação do Poder Aéreo se modificou, a tecnologia avançou sobremaneira e, em decorrência, também a estratégia da Força Aérea sofreu mudanças consideráveis.

Segundo Alfred Chandler, em seus estudos sobre Estratégia Organizacional, a estrutura de uma Organização deve estar adequada a sua Estratégia.

Neste sentido, quando observamos o cenário mundial, verificamos que os conflitos atuais se caracterizam por serem breves e de grande intensidade, sugerindo uma possível abordagem diferenciada sobre a capacidade de mobilização do País.

Por sua vez, a tecnologia avançou tempestivamente, permitindo uma eficácia enorme dos artefatos bélicos, como também trazendo em seu bojo uma intrínseca complexidade na manutenção de itens sólidos, comumente conhecidos como caixas-pretas.

Mediante as necessidades operacionais do Poder Aéreo, a Logística atual vê-se profundamente influenciada, cabendo a ela propor ações que propiciem a cadeia produtiva estar permanentemente mobilizada ainda em tempo de paz, optar por centralizar atividades outrora redundantes, buscando a eficiência na gestão logística e recapacitar sua mão de obra interna, de maneira a manter-se consoante com o progresso tecnológico.

Nesta direção, o COMGAP estabeleceu seu Plano Setorial, em sintonia com o Plano Estratégico da Aeronáutica — PEMAER, visando a concretizar as metas nele estabelecidas. 

O Plano foi cumprido na íntegra! Entretanto, isto só foi possível pelo entendimento do nosso efetivo da importância da missão e pelo trabalho irmanado de todos os setores deste Grande Comando.

Na verdade, só cumprimos o nosso dever, e nada mais! Contudo, por respeito e reconhecimento aos civis e militares das Organizações Militares que compõem o COMGAP, passo a citar apenas algumas das atividades relevantes concluídas ou em desenvolvimento neste período de trabalho.

No âmbito administrativo, prosseguem as diretrizes para o encerramento das atividades dos Parques de Recife e Afonsos, dentro do cronograma estabelecido e sem solução de continuidade, com a transferência de recursos humanos, projetos e materiais, obtendo-se, como subproduto, a oferta de mais de 1000 militares a outros ODS, sem qualquer implicação na disponibilidade dos meios aéreos.

A criação do Centro de Transporte Logístico da Aeronáutica — CTLA tornou-se realidade, aglutinando todos os modais de transporte sob comandamento único, gerando agilidade operacional e redução de recursos de toda ordem.

A efetivação do Grupo de Apoio Logístico - GAL, responsável pela gestão de todas as Organizações do COMGAP localizadas no Rio de Janeiro, vem gerando uma substancial redução no volume de tarefas licitatórias e a profissionalização na feitura e no acompanhamento de processos complexos.

Também, de cunho estratégico, coube ao EMGAP e à DIRMAB, em coordenação com a SEFA, a participação na elaboração do termo de referência da primeira PPP do COMAER, a qual já se encontra aprovada pelo MPOG e pronta para assinatura na Casa Civil da Presidência da República.

Sob a gestão do EMGAP, no que tange a capacitação dos recursos humanos, foi elaborada a Política de Ensino da Logística, criados os Certificados de Habilitação Técnica (CHT) para os profissionais que integram os Sistemas geridos pelo COMGAP, como também desenvolvido o Sistema de Gestão de Recursos Humanos por Competências para o COMAER.

Só no presente exercício, o Instituto de Logística da Aeronáutica promoveu diversos estudos, simpósios e 95 edições de 48 tipos de cursos, o que permitiu capacitar mais de 2.800 militares, entre Oficiais, Graduados e Praças, para atuarem nos diversos sistemas logísticos do COMAER.

Além disto, considerando o Termo de Cooperação entre a Secretaria de Aviação Civil da Presidência (SAC-PR) e a Diretoria de Engenharia, coube ao ILA, em estreito relacionamento com a DIRENG, a formação teórica de um total de 462 bombeiros de aeródromo em diversas localidades do território nacional, ao longo de 2014.

A DIRENG, em conjunto com o EMGAP, promoveu a análise, a atualização e a reformulação dos Sistemas de Engenharia, de Transporte, de Contraincêndio e de Patrimônio. 

Organizou e executou, em estreita coordenação com o ILA e órgãos externos, seminários importantes nas áreas de meio-ambiente e patrimônio, como também concluiu 17 projetos de engenharia, correspondendo a 60 milhões de reais em obras.

A Diretoria de Material Aeronáutico e Bélico, mercê do incremento dos recursos recebidos neste ano, bem como em decorrência de um planejamento primoroso na alocação destes meios e de suas prioridades, cumpriu os parâmetros estabelecidos pelo EMAER, sendo digno de nota o fato de ter alcançado um esforço aéreo de quase 7000 horas no projeto F-5M, um recorde histórico. Implementou uma estratégia de manutenção integrada para o Projeto C-130, em coordenação com o COMGAR, o que resultou em um aumento de disponibilidade muito acima do esperado.

No que tange à relação com a Base Industrial de Defesa e novos conceitos de manutenção; e mediante a emissão de normas claras para a elaboração das diretrizes de contratação, a DIRMAB firmou contratos para diversos projetos de aeronaves, cabendo destaque que já alcançou 74 aeronaves A-29 SUPERTUCANO entregues, dentro do Programa de Suporte Logístico Integrado, o que permitiu a recuperação de dezenas de aeronaves canibalizadas desta frota.

Ao mesmo tempo, para este mês, espera-se a entrega do quarto lote de helicópteros MI-35, o seu sistema de simuladores, além de já ter sido planejado todo o programa de off-set, trazendo para empresas nacionais a capacidade de suporte a estes meios aéreos.

Neste sentido, é importante destacar que, tais medidas colaboraram sem dúvida para que as metas de disponibilidade em apoio ao grande evento Copa do Mundo fossem atingidas.

No âmbito do Centro de Catalogação da Aeronáutica, o mais novo elo do COMGAP, é preciso citar que, em coordenação com a DIRMAB, aquele Centro depurou, ao longo de 2014, mais de 100 mil itens aeronáuticos e bélicos, tornando o SILOMS muito mais confiável, facilitando o planejamento e as decorrentes requisições.

No relativo à área de aquisições, o Centro Logístico da Aeronáutica e o Grupamento de Apoio Logístico destacaram-se em seus respectivos setores, tendo obtido um percentual de aprovação pela CJU de mais de 90% dos processos em primeira instância, o que demonstra uma real eficácia administrativa, menor prazo de trâmite documental e implica em melhor disponibilidade da frota do COMAER.

No concernente à Tecnologia da Informação, após autorização do EMAER, iniciou-se o estudo para implantar um Sistema Coorporativo para todo o COMAER, agregando, dentre outros, o módulo de planejamento estratégico, de pessoal e o novo SILOMS.

 Afora isto, todo o antigo sistema ACANTUS foi transferido para dentro do SIGPES, foi elaborada uma proposta de concepção operacional para a Defesa Cibernética, como também o aprimoramento do Centro de Tratamento de Incidentes de Rede, visando ao aumento da consciência situacional acerca de ataques cibernéticos aos ativos do COMAER.

Foi implantada a versão 5.0 do SIGADAER, que viabiliza a assinatura digital e expedição eletrônica de documentos, a Instalação do Banco de Dados Visuais de Porto Velho, bem como da visualização do trecho de navegação no eixo Rio-São Paulo, em prol do DECEA.

No que tange às atividades de campanha, foi ativado o Centro de Operações Logísticas - COL, responsável pela coordenação, em alto nível, das ações logísticas e, ainda neste sentido, a DIRENG e a DTI acionaram suas respectivas Unidades Celulares, participando em diversos exercícios do COMAER, prestando o suporte de Engenharia, TI e proteção cibernética, em especial na Copa do Mundo de 2014.

Mas, para que isto tudo fosse feito, foi preciso construir o passado, ter o apoio no presente e pensar incessantemente no futuro. Desta forma, é preciso agradecer. 

Aos nossos ex-comandantes agradecemos o esforço na construção do nosso futuro, e que o bastão de comando que ora Ihes foi ofertado sirva de lembrança dos momentos vibrantes que outrora tiveram como líderes da Logística da Força Aérea.

Ao Estado-Maior da Aeronáutica e a todos os Órgãos de Direção Setorial agradecemos pelo trabalho integrado e sólido para levar a efeito a missão da Forca Aérea, como também pelo constante reconhecimento da importância de nossa Missão e, principalmente, entendimento das nossas limitações.

Ao Terceiro Comando Aéreo Regional, a todas as Organizações Militares do Rio de Janeiro e aos nossos parceiros privados e governamentais agradecemos pelo fraternal relacionamento, na busca de aprimorar procedimentos, ajuda mútua e desprendimento.

Ao meu comandante, Ten. Brig. do Ar Juniti Saito, agradeço profundamente o apoio constante, o incentivo, as orientações seguras e a confiança depositada nos trabalhos aqui realizados. Atesto ao Sr. que buscamos incessantemente cumprir todas as metas estabelecidas pela sua Administração.

Neste sentido, no momento em que o Sr. completa quase 8 anos de gestão à frente do COMAER, reputo pertinente apresentar ao senhor a visão dos homens e mulheres do COMGAP.

Comandar é tarefa difícil para aqueles que têm os olhos no futuro, pois o volume de atividades do cotidiano sobrecarrega a pauta diária de trabalho.

Todavia, observando o carinho e o interesse pela nossa Força Aérea, verificamos que o Sr. vem conseguindo, concomitantemente, dar cabo das atividades de rotina, concretizar os desejos de futuro da nossa Organização, sem perder de vista a necessária atenção à Indústria Nacional de Defesa, mola mestra da mobilização nacional e pilar importante para garantir a liberdade tecnológica do País.

Esta vertente, tão bem conduzida pelo Sr., vem possibilitando um alargamento no relacionamento civil e militar, o fortalecimento da Base Industrial de Defesa e, em decorrência, o crescente aumento da capacidade dissuasória do Brasil, fator preponderante para a garantia da paz e extremamente coerente com o que preceitua a Estratégia Nacional de Defesa. 

Assim, vemos no Sr., não apenas um líder, mas um homem preocupado com a Nação, com a sua Organização e o seu efetivo e, ainda mais importante, aglutinando estas atividades de maneira sinérgica, de modo pragmático e tenaz, com uma visão de um verdadeiro estadista.

Saiba o Sr. que nos enche de honra e orgulho tê-lo à frente da nossa esquadrilha, como líder nato, enfrentando os problemas e dificuldades com inabalável persistência, serenidade e inteligência. Obrigado Comandante pelo seu legado — ficamos gratos eternamente.

Aproveito também este momento para saudar aqueles militares que se destacaram ao longo do presente período, bem como aqueles que, em instantes, estarão recebendo suas medalhas de tempo de serviço, pois os Srs. são exemplos do dever bem cumprido. Parabéns!

Dirijo-me agora ao meu Estado-Maior, Organizações subordinadas e a todo o nosso efetivo.
Trabalhamos bastante! Foi um excelente combate! A despeito de todos os obstáculos, elaboramos um desafiador Plano Setorial, cumprimos as tarefas nele estabelecidas e preparamos um relatório de gestão primoroso.

É claro que a organização está viva e ainda temos muito que avançar, mas, mercê da motivação, da capacidade e profissionalismo de todas as Sras e todos os Srs, não tenho dúvidas de que o futuro descortina ainda mais vitórias para os homens e mulheres deste Grande Comando.

Tenham certeza, tem sido uma honra ombrear com todos vocês para juntos cumprirmos a nossa Missão.

Levo no meu coração o meu mais profundo sentimento de respeito e admiração por este efetivo tão profissional, dedicado e preocupado em fazer cumprir com excelência a Missão da Força Aérea Brasileira!

Parabéns Comando-Geral de Apoio, parabéns pela missão cumprida!
Obrigado a todos.


Ten. Brig. do Ar Hélio Paes de Barros Júnior
Comandante do COMGAP

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]