Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Eu matei Bin Laden


Veterano de guerras no Iraque a Afeganistão, de 38 anos, revela ser autor dos disparos que mataram terrorista, em 2011; colegas criticam sua atitude
RAUL JUSTE LORES DE WASHINGTON

Robert O'Neill, 38, veterano das guerras do Afeganistão e do Iraque e membro de uma unidade especial da Marinha americana, revelou ao jornal "Washington Post" que foi ele que deu o tiro fatal em Osama bin Laden.

A operação na madrugada de 2 de maio de 2011 que matou o líder da organização terrorista Al Qaeda, responsável pelos atentados de 11 de setembro de 2001, foi uma das mais secretas e misteriosas do Pentágono.

O'Neill contou que deu dois tiros na testa de Bin Laden, no refúgio do terrorista em Abbottabad, Paquistão. Bin Laden foi acertado por tiros de outros dois integrantes do time de 25 militares --um deles, Matt Bissonnette, narrou a operação em um best-seller, mas usando o pseudônimo "Mark Owen".

Enquanto outros militares revistavam diversos quartos, O'Neill estava atrás do "atirador número 1" ao chegar ao quarto de Bin Laden.

O terrorista apareceu rapidamente na porta, mas um colega aparentemente errou o tiro. "Bin Laden empurrava uma mulher adiante com as mãos nos ombros dela", diz.

O'Neill já tinha marcado de dar uma entrevista exclusiva à rede de notícias Fox News para revelar sua participação, mas adiantou a confissão depois que sua identidade foi revelada em um site de colegas de missão, que já criticaram "sua busca por notoriedade" e disseram que membros da operação eram "profissionais discretos".

O militar, que tinha 15 anos de carreira quando participou da operação, conversou diversas vezes com o jornal. Segundo a reportagem, ele decidiu vir a público porque sabia que sua identidade seria vazada logo.

Ele foi a fonte de um longo perfil na revista "Esquire" sob o título "O atirador", publicado em fevereiro do ano passado, em que descreve a maior operação de sua carreira. Mas, então, pediu anonimato à revista.

O'Neill, natural de Montana, disse que se convenceu de vir a público e contar sua história depois de um encontro privado com parentes das vítimas do ataque contra as torres do World Trade Center.

Dias antes da inauguração do museu e memorial no local do atentado, em março deste ano, acabou contando como foi o fim de Bin Laden.

"As famílias me disseram que isso as ajudou na cicatrização da tragédia", disse. A identidade do oficial foi confirmada por outros dois membros da equipe.


NOTORIEDADE

A decisão de revelar que foi o autor do tiro fatal contra o mais procurado terrorista pelos EUA da última década não foi bem recebida por colegas.

Em carta, dois chefes da Unidade Especial de Marinha de Guerra, o contra-almirante Brian Losey e o comandante Michael Magaraci, escrevem que um "princípio crítico" da carreira militar "é não fazer propaganda do trabalho, nem buscar reconhecimento por qualquer ação".

O site mantido por militares que vazou a informação antes das entrevistas ao "Washington Post" e à Fox News, sofrep.com, admite que o fez para reduzir o impacto da revelação, e critica O'Neill "por buscar notoriedade".

Na carta, eles falam do "pequeno crédito individual", que operações como essas rendem, pois são resultado de anos de trabalho duro de diversas agências federais, serviços de inteligência, várias missões desafiam "a reivindicação de glória ou fama por um ou dois atiradores".

O site destaca o risco de militares querendo "vender suas histórias".

Mas a carta também foi criticada por outros militares. Um comentarista da Fox News, Jonathan Gilliam, também ex-integrante da Unidade de Mar, Terra e Ar (SEAL), disse que o almirante Losey errou em "mandar carta aberta para criticar os oficiais".

"Carta aberta falando de profissionais discretos não é a melhor maneira de se expressar", afirmou.


Folha de S.Paulo.

Um comentário:

  1. bom, um feito ok... mas...
    se expor assim, considerando os terroristas à solta por ai...'vale a pena essa :Glória"?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]