Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Holanda, Polônia e Noruega interessados na aeronave Airbus A330 MRTT

A Agência Europeia de Defesa (EDA) anunciou o início das negociações entre a Holanda, Polônia e Noruega, com Airbus Defence and Space para a compra de uma frota de A330 MRTT transporte e reabastecimento para uso comum. Estes três países decidiram lançar uma fórmula que envolve a aquisição e partilha de aviões no solo que melhor atenda às suas necessidades. Eles também abrir as portas para novos parceiros que estejam interessados ​​nesta iniciativa, tanto antes da compra ou quando se torna aeronaves disponíveis.
 

Os três países vão estabelecer um apoio agência conjunta para a OTAN (Agência de Apoio à NATO ou NSPA) para instruir o OCCAR (Organização Conjunta de Cooperação Armamento) as negociações com a Airbus Defence and Space Company para a aquisição da frota A330 MRTT. Holanda lidera este programa e, segundo declarações de seu ministro da Defesa, Jeanine Hennis-Plasschaert, o contrato poderia se materializar em 2016, a frota será composta por quatro aviões e deve obter capacidade operacional inicial (IOC por sua sigla em Inglês) em 2019 , estando previsto que os dispositivos funcionam a partir da base aérea de Eindhoven. Os três países decidiram-se a configuração básica da aeronave, que contará com um boom rígida (ARBS ou aérea sistema de lança de reabastecimento) e dois pontos underwing reabastecimento, o que eles podem ser repostos para um grande número de aparelhos de vários tipos. Resta definir a configuração interna das transportadoras missões de pessoal, transporte de mercadorias ou de evacuação médica, as outras tarefas que você pode executar o A330 MRTT, ou uma combinação dos mesmos, conforme necessário. Em março de 2012 os Ministros da Defesa da União Europeia concordaram em desenvolver as capacidades de reabastecimento como uma tarefa de grande importância. Em novembro daquele ano, dez países assinaram uma Carta de Intenção (LIO) e em dezembro do ano passado, o Conselho Europeu determinou que o reabastecimento foi uma das quatro áreas principais para ser promovido pelos Estados membros da União Europeia .

(Defensa.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]