Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

KC-390 já busca certificação


Após primeiro voo do jato militar ocorrido anteontem, Embraer começa campanha para obter certificação militar e civil.

Após o primeiro voo do jato militar de transporte KC-390, ocorrido anteontem, a Embraer inicia agora a campanha de testes com o objetivo de obter a certificação militar e civil da nova aeronave desenvolvida pela companhia.

A campanha deve durar cerca de dois anos, informou ontem a Embraer Defesa & Segurança, responsável pelo programa do KC-390. A certificação militar é de competência do DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial), por meio do IFI (Instituto de Fomento à Indústria).

Já a certificação civil da aeronave é emitida pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Somente após a obtenção das certificações é que o KC-390 estará apto para operação comercial.
Voo

O primeiro voo do jato militar ocorreu anteontem na unidade da Embraer em Gavião Peixoto, nas proximidades de Araraquara. Segundo a empresa de São José, o voo durou cerca de 1 hora e 25 minutos. Em seu voo inaugural, o KC-390 realizou manobras para avaliação das características de voo e executou uma variedade de testes de sistemas, tendo sido beneficiado por uma campanha avançada de simulações e de extensivos testes em solo.“O programa continua avançando conforme planejado e o KC-390 tem despertado o interesse de diversos países no mundo todo”, disse em nota Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança.

O jato militar de transporte atende encomenda da FAB (Força Aérea Brasileira), que já encomendou 28 unidades. O contrato é no valor de R$ 7,2 bilhões e inclui o fornecimento de um pacote de suporte logístico, que inclui peças sobressalentes e manutenção. A primeira entrega está prevista para o segundo semestre do próximo ano e se prolongará por um período de 12 anos.
Missão

 Na FAB, os KC-390 deverão cumprir as missões atualmente realizadas pelos C-130 Hércules, como transporte de tropas e de carga, lançamento de paraquedistas, busca e combate a incêndios. Para isso, o avião deverá ser capaz de pousar em pistas sem asfalto e operar em ambientes que vão do frio da Antártica até o calor da Amazônia. 

O VALE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]