Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quarta-feira, 25 de março de 2015

Primeiro F-35A italiano deixa linha de produção.


O primeiro caça bombardeiro F-35A Lightning II deixou a linha de montagem final e verificação FACO (Final Assembly and Check Out) de Cameri (Itália) tornando-se também o primeiro destes aviões montados fora dos EUA. A aeronave é uma das oito que serão produzidas em linhas de montagem fora dos Estados Unidos. Designada AL-1, ela será submetida a ensaios preparativos para o primeiro voo que deverá acontecer ainda neste ano, fruto da parceria entre o Ministério de Defesa do país europeu (proprietário da FACO), a Finmeccanica-Alenia Aermacchi (que a opera), e a Lockheed Martin.


Esta FACO terminará os F-35A y F-35B italianos e está programada para montar também os F-35A holandeses, mantendo a capacidade de fornecê-los a outros países europeus no futuro. A instalação, de 40 hectares, inclui 22 prédios e 93.000 m2, onze postos de montagem, bem como cinco de manutenção, reparos e revisões importantes e baías de modernização. A primeira seção da asa completa de F-35A foi concluída para envio para a linha de montagem final da aeronave na fábrica da Lockheed Martin em Fort Worth (Texas).

O F-35 Lightning II é um caça de quinta geração que combina furtividade avançada com a velocidade e agilidade de um caça, além de modernos sistemas de missão, informações dos sensores totalmente fusionadas, operações de rede e suporte inovador. Três variantes diferentes foram encomendadas para substituir os A-10 e F-16 da USAF, os F / A-18 da US Navy, os F / A-18 e AV-8B Harrier do US Marine Corps e vários outros onze países. Os F-35A e B italianos devem substituir os Panavia Tornado, AMX e AV-8B. Foram construídos mais de 130 aeronaves, que voaram mais de 28.500 horas de vôo.

Defensa.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]