Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quinta-feira, 12 de março de 2015

Serviço Secreto americano está testando maneiras de rastrear e derrubar drones

Apenas semanas após a aparição suspeita de um drone caído no jardim da Casa Branca, o Serviço Secreto está realizando uma série de treinamentos e estudos voltados para evitar que as aeronaves não-tripuladas sejam utilizadas na realização de ataques. De acordo com as informações da Associated Press, vários voos secretos estariam sendo realizados em Washington, nos Estados Unidos, como forma de estudar maneiras de rastrear, localizar e, acima de tudo, derrubar os aviõezinhos. A agência é a responsável pela segurança do presidente Barack Obama e outras figuras importantes do governo.

A queda de um drone nas proximidades da residência oficial, em fevereiro, teria ativado uma série de alertas vermelhos no Serviço Secreto e chamado a atenção das autoridades para a possibilidade real de um atentado. No caso, a aeronave era controlada por um oficial de inteligência em seu horário de folga, mas o temor é que, da próxima vez, as intenções não sejam assim tão inocentes.

Entre os exercícios que estariam sendo realizados pelo governo, estariam maneiras de rastrear o ar em busca de sinais de vídeo, que possam indicar aos oficiais não apenas a rota prevista do drone, mas também a localização de seu controlador. Além disso, maneiras de bloquear a comunicação entre as partes por meio de interferências ou um corte completo nas frequências também estariam nos planos.

Ao mesmo tempo, outro foco seria entender de que maneira os drones poderiam ser atingidos por esse tipo de interferência, mas sem que ela afete os agentes do Serviço Secreto ou os sistemas de internet, telefone e rádio para os cidadãos. O uso de árvores nos arredores da Casa Branca, bem como monumentos que circundam outros prédios públicos de Washington também estariam sendo avaliados como possíveis locais para a instalação de bloqueadores de sinal e artefatos de sinalização e defesa contra as aeronaves.

Os detalhes sobre como tudo vai acontecer, claro, permanecerão em sigilo. O governo dos Estados Unidos não deve divulgar as maneiras com as quais combaterá uma possível ameaça dos drones. Entre as medidas oficiais e que deverão ser disponibilizadas ao público, porém, estão regras para regulamentação do espaço aéreo urbano para drones e restrições no tamanho e finalidade dos voos, principalmente para fins comerciais.

Portal Canal Tech

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]