Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sábado, 9 de maio de 2015

Video - Acidente com Airbus A400M em voo de testes em Sevilha


Um avião Airbus A400M, que realizava um voo de teste, acidentou se, nesta manhã de sábado, 9 de Maio, pelas 12h00 locais (10h00 UTC) após levantar voo do Aeroporto de Sevilha, no Sul de Espanha.



O acidente ocorreu a cerca de uma milha (cerca de 1.800 metros) da cabeceira da pista 23 do Aeroporto de Sevilha, muito próximo da fábrica de aviões militares da Airbus (antiga linha de montagem da fábrica espanhola CASA), tendo o avião sinistrado caído num terreno agrícola situado entre o Aerópolis, polígono industrial dedicado à indústria aeronáutica, e o ‘Factory Aeropuerto’, um parque industrial e comercial, onde existe um shopping-center que no momento da queda do avião estava repleto de público.

Aguardam-se notícias mais concretas sobre o acidente, nomeadamente o número de pilotos e engenheiros aeronáuticos que seguiam a bordo e o seu estado de saúde.


As primeiras informações indicam que seguiriam a bordo sete tripulantes, todos espanhóis, tendo morrido cinco no local do acidente e dois transportados para um hospital.

O primeiro-ministro espanhol que se encontra nas ilhas Canárias em visita de trabalho já lamentou a ocorrência e ele próprio noticiou a existência de vários mortos entre os ocupantes da aeronave, todos funcionários da Airbus Military, a fábrica de aviões militares da Airbus em Sevilha.

Embora o acidente não tenha ocorrido no aeroporto, este encontra-se encerrado e o tráfego de aviões civis desviado para aeroportos próximos.

O A400M é um avião de transporte militar, para apoio operacional e logístico, resultante de um consórcio entre diversos países europeus.

Espanha encomendou 27 aviões A400M


O Airbus A400M é o maior avião militar de hélice do mundo. A sua produção industrial começou em 2011, tendo o projeto do avião de transporte militar europeu nascido em 2003 por acordo entre sete países – Alemanha, França, Espanha, Reino Unido, Turquia, Bélgica e Luxemburgo – que se comprometeram a adquirir 180 aeronaves deste tipo. O programa começou com um investimento total de 20 mil milhões de euros, a que foram acrescentados mais 11 mil milhões ao longo dos anos seguintes de desenvolvimento do projeto, custos acrescidos com a alta tecnologia que a aeronave foi dotada.

No caso da Espanha, refere a imprensa nacional desta manhã, o Governo comprometeu-se a comprar 27 aviões. A primeira entrega está prevista para o início do próximo ano. O objetivo da Espanha, tal como de vários outros países europeus é que o A400M venha a substituir as suas frotas de aviões Hércules C-130, um avião de grande desempenho, de fabrico norte-americano, que equipa a aviação militar na Europa desde o final dos anos sessenta do século passado. No caso da Espanha os primeiros chegaram o ‘Ejercito del Aire’ em 1973.

Newsavia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]