Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Brasil e França estreitam parceria técnico-gerencial na área espacial

Reunião Brasil-França debateu sobre programa espacial, criado para atender necessidades das Forças Armadas e da sociedade brasileira

Brasília, 27/05/2015 – Militares brasileiros apresentaram ficha de cooperação para apoio técnico-gerencial da França no Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (Pese). O documento estabelece a parceria entre o Ministério da Defesa (MD) e a Direção Geral de Armamento (DGA) – órgão da nação europeia. O material será objeto de estudo da comitiva francesa.

A iniciativa aconteceu durante a reunião do Grupo de Trabalho Conjunto Brasil-França, realizada em Paris, na semana passada. Na ocasião, a equipe brasileira foi coordenada pelo vice-chefe de Assuntos Estratégicos do MD, almirante José Carlos Mathias, que enfatizou a já longínqua parceria entre os dois países.

“Dividimos ideias e progresso tecnológico há muito tempo. Não por acaso, Alberto Santos Dumont, pai da aviação e inventor do avião, triunfantemente subiu aos céus no Campo de Bagatelle, nessa bela ‘Cidade-Luz’. Hoje, passados mais de cem anos deste feito, vemos Brasil e França a desenvolver parcerias, agora, na conquista do espaço”, disse Mathias.

A delegação francesa ficou a cargo do subdiretor da Europa Central e Oriental e América do Sul da DGA, general Hubert L’ebraly. De acordo com ele, o principal objetivo do grupo de trabalho foi definir o futuro da cooperação franco-brasileira em defesa. O general mencionou que o Brasil ocupa um lugar de destaque, dentre vários países com os quais a França atua.

Programa espacial

O Pese foi criado para atender necessidades estratégicas das Forças Armadas e da sociedade brasileira. A responsabilidade pelo projeto é da Defesa, por meio da Comissão de Coordenação e Implantação de Sistemas Espaciais (CCISE).

Uma das missões do programa é prover infraestrutura espacial para ser usada no Sistema de Gerenciamento da Amazônia Azul (SISGAAZ), no Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), no Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Sisdabra), no Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), entre outros.

Reunião

Durante o encontro, foram debatidos, também, assuntos como a elaboração de acordo entre os dois governos no âmbito de pesquisa e tecnologia em defesa, que tramita via diplomática. Sobre isso, houve o desenvolvimento de roteiro para cooperação dos institutos e centros de pesquisa e tecnologia brasileiros e franceses. 
 

General francês lembrou que o Brasil é destaque em parcerias com seu país
Ainda fez parte da pauta a intenção da nação europeia de realizar treinamentos de enlace com as estações terrestres do Syracuse (equipamento de telecomunicações militares da França), utilizando o Sistema Brasileiro de Comunicação Militar por Satélite (Siscomis). A equipe do Brasil disse estar disponível e vai aguardar a confirmação do estabelecimento dessas estações na Guiana Francesa e posterior solicitação para conduzir o teste.

Outro tema levantado foi a possível aquisição do blindado Guarani, no modelo 4x4, já em processo licitatório conduzido pela Diretoria de Material do Exército Brasileiro. A França participa do certame com a versão do Sherpa, da Renault Trucks Defense.

Estiveram presentes na reunião, o encarregado de Negócios da embaixada do Brasil na França, ministro Achiles Zaluar Neto, e oficiais das três Forças Armadas que integram subcomissões de cooperação de defesa, naval, terrestre e aeronáutica.

Ministério da Defesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]