Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sábado, 23 de maio de 2015

FAB celebra Dia da Aviação de Patrulha


Os esquadrões da Patrulha operam as aeronaves P-3AM e P-95.

A formatura em comemoração aos 73 anos do batismo de fogo da Aviação de Patrulha foi realizada nesta sexta-feira (22/05), na Base Aérea de Florianópolis (BAFL). O evento reuniu tripulantes dos três esquadrões de patrulha: Orungan (1°/7° GAV), sediado em Salvador (BA); Phoenix (2°/7° GAV), de Florianópolis (SC); e Netuno (3°/7° GAV), de Belém (PA); além de representantes da Segunda Força Aérea (II FAE).

 


A cerimônia foi presidida pelo Comandante do Quinto Comando Aéreo Regional (V COMAR), Major-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas. Também estavam presentes ex-comandantes e ex-integrantes de unidades aéreas ligadas à aviação.


Na oportunidade, foi homenageado o, já reformado, Major-Brigadeiro do Ar Jaime Rodrigues Sanchez, em reconhecimento ao trabalho desempenhado ao longo da carreira militar, em destaque como Comandante do Primeiro Grupo de Aviação Embarcada. A Medalha Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura foi entregue ao Tenente-Coronel Aviador Antônio Ferreira de Lima Junior, Comandante do Cabo Feitosa/ CECOMSAEREsquadrão Orungan. Também foram prestadas homenagens ao Patrono da Patrulha, Major-Brigadeiro do Ar Dionysio Cerqueira de Taunay.


De acordo com o Comandante da Segunda Força Aérea (II FAE), Brigadeiro Roberto Ferreira Pitrez, a modernização das aeronaves P-3AM e P-95 é um marco para a Aviação de Patrulha, responsável por fazer a vigilância da costa brasileira e proteger as riquezas marítimas. “Nós temos vetores modernos, mais rápidos, capazes de cumprir uma elevada gama de missões”, destaca

Aeronaves modernizadas

Com a responsabilidade de vigiar 24 horas por dia, aproximadamente, 4,5 milhões de quilômetros quadrados sobre o litoral brasileiro, as aeronaves dos esquadrões de patrulha são dotadas de modernos sensores. O Esquadrão Orungan opera o avião P-3AM Orion, recentemente modernizado com tecnologia antissubmarino e radares de última geração. Já os esquadrões Phoenix e Netuno operam o P-95 Bandeirulha, que está em processo de modernização e vai intensificar a capacidade de encontrar objetos sobre a superfície.

P-3AM

O P-3AM Orion completou a marca de cinco mil horas de voo, na última quarta-feira (20/05). A aeronave possui um dos mais modernos sistemas para identificação por radar e dispõe do mecanismo Forward Looking Infra-Red (FLIR), que complementa as informações dos tráfegos marítimos, fornecendo imagens nítidas e claras. Além disso, permite localizar, identificar e repassar todo o cenário do tráfego marítimo para embarcações da Marinha do Brasil e direcionar a atividade de policiamento para as áreas mais críticas.

Agência Força Aérea.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]