Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

terça-feira, 19 de maio de 2015

Sistema de Proteção da Amazônia é tema de acordo sino-brasileiro


Brasília, 19/05/2015 – Os governos do Brasil e da China assinaram acordo para o sensoriamento remoto, telecomunicações e tecnologia da informação para a defesa e proteção da Amazônia. O ato foi firmado hoje (19), no Palácio do Planalto, pelos ministros Jaques Wagner (Defesa), e Xu Dazhe (Ciência, Tecnologia e Indústria de Defesa). Ele representa um dos 35 projetos da pauta da reunião entre a presidenta Dilma Rousseff e o primeiro ministro chinês Li Keqiang.

O acordo se dará no âmbito do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam). A partir de agora, técnicos brasileiros e chineses iniciam o grupo de trabalho para desenvolver e executar o projeto. A formalização ocorrida hoje é desdobramento das bases que foram acertadas, no ano passado, durante a visita oficial do presidente da República Popular da China, Xi Jinping, ao Brasil.

Os detalhes para esse entendimento foram alinhados ontem (18), quando os ministros Jaques Wagner e Xu Dazhe tiveram uma reunião de trabalho no gabinete da Defesa, em Brasília. Além do projeto para a Amazônia, os governos brasileiro e chinês firmaram protocolos e acordos em diversos setores, como por exemplo, energia eólica, bancário, transporte ferroviário, dentre outros.

“Na reunião de hoje, decidimos também desenvolver conjuntamente um satélite de sensoriamento remoto”, disse a presidenta Dilma.

Antes da assinatura dos atos, Dilma e o primeiro ministro Li Keqiang assistiram ao lançamento das obras da linha de transmissão da Usina Hidrelétrica Belo Monte. O linhão vai levar energia do Pará para a região Sudeste, investimento do grupo chinês State Grid e das brasileiras Eletrobrás e Furnas.

Viagem oficial

O primeiro ministro chinês chegou à Praça dos Três no meio da manhã sendo recebido com honras militares. Depois, subiu a rampa do Planalto, onde foi recepcionado pela presidenta Dilma e se encaminhou para o registro fotográfico. Ato contínuo, Dilma o apresentou aos ministros brasileiros. Na sequência, Li Keqiang fez o mesmo com seus auxiliares que estavam perfilados, mais adiante, no salão nobre do Palácio. Concluída essa etapa, todos se deslocaram para a reunião bilateral.

No começo da tarde, ainda no Palácio do Planalto, ocorreram as cerimônias de assinatura dos acordos. O primeiro deles recebeu a firma dos ministros Jaques Wagner e Xu Dazhe. A partir de agora, será constituído o Grupo de Trabalho Gestor (GTG) que terá a tarefa de estruturar a cooperação entre os dois países. Esse GTG será co-presidido pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam) e pela Administração Estatal de Ciência, Tecnologia e Indústria Nacional de Defesa (SASTIND).

Neste grupo serão discutidos e abordados projetos da área de sensoriamento remoto, telecomunicações e tecnologia da informação. As reuniões serão definidas por comum acordo, alternando a sede entre os países. Os objetivos básicos são cooperar e compartilhar dados de satélites ambientais, meteorológicos e de observação da terra. Bem como trocar conhecimento e experiência nas áreas de tecnologia da informação, telecomunicação e sensoriamento remoto.

Está previsto, também, o intercâmbio de dados e conhecimentos em meteorologia, climatologia, hidrometeorologia e mudanças climáticas; cooperação nas aplicações envolvendo o uso de telecomunicações ponto a ponto e via satélite; promoção da capacitação de recursos humanos nas áreas tecnológicas relacionadas; e a cooperação no mapeamento cartográfico e temático.

Após a cerimônia no Planalto, Dilma e Li Keqiang participaram de almoço no Ministério das Relações Exteriores.

Ministério da Defesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]