Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Evento marca o lançamento do Programa de Gestão de Conhecimento na construção dos submarinos

Rio de Janeiro, 18 de junho de 2015 – A Itaguaí Construções Navais – ICN realizou na terça (16/06) o lançamento do Programa “Todos a Bordo”, com uma agenda de engajamento da média e alta liderança da empresa com o Programa de Gestão do Conhecimento – PGC, que é parte relevante e fundamental da transferência de tecnologia prevista no acordo entre Brasil e França no contexto do PROSUB – Programa de Desenvolvimento de Submarinos da Marinha do Brasil.

O programa já apresenta resultados bastante significativos, como os 13 mil homens/dia de treinamento de Integrantes da ICN na França, o que equivale a 36 anos de capacitação. Ao todo, cerca de 90 pessoas foram formadas na França, nas cidades de Cherbourg, Lorient e Toulon, como parte do processo do domínio do conhecimento para a efetivação da transferência de tecnologia. 

Complementarmente, também conta com a presença atuante de Assistentes Técnicos da DCNS residentes no Brasil, que compartilham seus conhecimentos com os profissionais locais. A meta é que todo o efetivo operacional da ICN seja treinado, o que hoje representaria 50% (cerca de 600 Integrantes) de toda empresa, mas que poderá aumentar com o decorrer da construção dos submarinos pela ICN.

O PGC tem o objetivo de desenvolver metodologias e assegurar a retenção, consolidação, proteção e multiplicação dos conhecimentos adquiridos pela ICN no processo de transferência de tecnologia.  Inovador no setor de defesa, o lançamento do programa contou com a presença do Almirante-de-Esquadra Max, Coordenador-Geral do Programa de Desenvolvimento de Submarino com Propulsão Nuclear, além de outras lideranças e autoridades da Marinha do Brasil. “A transferência de tecnologia para projetos, construção, sistemas e equipamentos contribuem para obtermos um maior grau de nacionalização, permitindo a melhoria na qualificação técnica de profissionais brasileiros, a manutenção e a disseminação do conhecimento adquirido para outras aplicações”, disse o Almirante Max.

Inspirado no conceito blended learning, o modelo reúne, referencia e organiza todo o conhecimento adquirido durante a passagem dos integrantes em terras francesas e ainda define um roteiro de aprendizado com aulas presenciais e online, além de permitir consultas de maneira rápida e intuitiva.   

Com o PGC, a ICN contribui de maneira segura e eficaz para que o Brasil obtenha e retenha a tecnologia de construção de submarinos e conquiste o engajamento dos profissionais especializados em sua construção, garantindo a transferência da tecnologia e que o país se torne autossuficiente no desenvolvimento desses importantes equipamentos de defesa.

“O PGC contribuirá para que a ICN, a Marinha do Brasil e o País dominem esse conhecimento e, ao mesmo, tempo permitirá que ele seja absorvido de forma clara e efetiva por profissionais do setor de construção de submarinos no Brasil. A importância disso no futuro é enorme, pois com a perpetuidade desse conhecimento, o Brasil poderá cada vez mais dominar essa tecnologia, avançar e aperfeiçoar a produção de submarinos, que têm papel relevante na proteção da Amazônia Azul e na dissuasão”, conforme comentou Carlos Alberto de Oliveira, Diretor de Administração da ICN.

Itaguaí Construções Navais (ICN)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]