Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Wagner conhece projetos da Avibras e da Mectron no Vale do Paraíba


São José dos Campos (SP), 25/06/2015 - O ministro da Defesa, Jaques Wagner, visitou hoje (25) duas importantes indústrias da área de defesa: a Avibras e a Mectron.  Após as visitas, Wagner assegurou que a Defesa vai continuar lutando para permitir os investimentos necessários à continuidade dos principais projetos, apesar do momento de ajuste fiscal.

"Esse ano é de ajuste e vai ser um ano diferente. Mas, com o apoio da presidenta Dilma e da nossa equipe do Ministério da Defesa (MD),  estamos conseguindo administrar o “touro”, que significa o controle orçamentário para que a indústria de defesa continue sendo estimulada a produzir", disse o ministro.

Segundo ele, o governo tem seu ritmo e as indústrias também têm o seu, mas os interesses são comuns: o desenvolvimento tecnológico dos produtos de defesa nacionais.

O presidente da Avibras, Sami Hassuani, agradeceu o apoio que o MD tem dado junto à Finep e ao Banco do Brasil. Para ele, a visita do ministro deu chance à empresa de mostrar a sua tecnologia nacional e a força de trabalho altamente capacitada. Sami destacou que a maior meta da Avibras é continuar desenvolvendo a tecnologia  brasileira nos produtos de defesa.

Na visita, o ministro conheceu o processo de fabricação do Falcão, o avião não tripulado - Vant, os mísseis de tecnologia nacional e o sistema Astros 2020.

Encarregado do projeto  Astros 2020, o general José Júlio Dias Barreto - gerente do projeto estratégico - disse que o desenvolvimento do sistema Astros coloca o Brasil num patamar elevado, pois trata-se de equipamento 100% brasileiro, produzido em uma empresa nacional.

Para Wagner, o Astros 2020 é a última palavra em tecnologia militar para a defesa terrestre e sua produção continuará apesar da rigidez orçamentária. “Vamos continuar ajudando dentro das nossas possibilidades”, afirmou.

O ministro conheceu ainda a área onde são fabricadas as viaturas blindadas que já estão sendo exportadas para vários países, entre eles a Indonésia e Arábia Saudita. Também o Exército comprou 29 viaturas sendo que nove já foram entregues e 20 continuam em linha de produção.

A Avibras é uma empresa de engenharia que apresenta soluções tecnológicas nacionais e possui 16 plantas. O ministro caminhou por uma hora e meia para conhecer os produtos e a capacidade de produção da empresa.

Chamou atenção do ministro, a equipe formada por 1.446 profissionais, com idade média de 39 anos, sendo cinco doutores, 27 mestres, 289 graduados, 84 engenheiros, 817 técnicos e 155 outras carreiras.

Mectron
 


Ao visitar a Mectron, o ministro conheceu o laboratório de desenvolvimento do projeto Man-sup com exposição de protótipo do míssil antinavio nacional de superfície, que alcança alvo de 70 km em 4 minutos.

Ele também conheceu o laboratório de equipamentos de comunicação. Na ocasião, se inteirou do conceito de operações do sistema de Comunicação segura Link BR2 que permite a interoperabilidade para as Forças Armadas , além dos protótipos do RDS (Radio Definido por Software).

O ministro elogiou o sistema que permite o domínio tecnológico em “forma de onda” que trafega pela rede com alto desempenho, além da segurança e criptografia dos dados.

Jaques Wagner também esteve no laboratório de teste dos mísseis A-Darter de curto alcance e o MAR-1 que é um míssil ar-superfície, anti-irradiação usado em missões de supressão da defesa antiaérea inimiga, tendo como alvo radares de superfície.

Ministério da Defesa


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]