Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

domingo, 26 de julho de 2015

Chega ao Brasil navio que participou de missão no Líbano


Brasília, 24/07/15 – O Navio-Patrulha Oceânico “APA”, que participou pela primeira vez da Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM-UNIFIL), chega ao Brasil neste sábado (25). Após permanecer por mais de 40 dias integrando a missão de paz "Operação Líbano-VII”, o navio atracará às 10h na Base Naval do Rio de Janeiro (BNRJ).

A embarcação brasileira, incorporada à Marinha em 2012, desatracou em março deste ano com destino ao Líbano, onde realizou missões conjuntas com navios de Forças Navais de cinco países - Alemanha, Bangladesh, Grécia, Indonésia e Turquia. As tarefas marítimas da FTM-UNIFIL tiveram o propósito de impedir a entrada não autorizada de armamentos em território libanês e contribuir para o adestramento da Marinha libanesa, de modo a capacitá-la a realizar todas as tarefas relacionadas à segurança marítima de suas águas jurisdicionais.

Desde 2011 em liderança brasileira, a FTM-UNIFIL está atualmente sob o comando do almirante Flávio Macedo Brasil, que chefia cerca de mil militares de cinco países, além dos brasileiros.

Criada inicialmente em 1978, durante a Guerra Civil Libanesa – que envolvia também palestinos e israelenses –, a missão de paz da ONU teve o reforço da Força-Tarefa Marítima em 2006, após a invasão de Israel ao sul do Líbano para combater o grupo xiita Hezbollah.


Depois de ser liderada pela Alemanha e por um grupo europeu composto por Portugal, Espanha, França e Itália, a FTM-UNIFIL passou ao comando brasileiro. Desde então, cabe à Marinha indicar o comandante da missão e também a nau-capitânia da esquadra internacional

Características do Navio-Patrulha Oceânico APA
Deslocamento: 1.815 ton (leve) e 2.450 ton (carregado).
Dimensões: 90.5m de comprimento total, 83m de comprimento entre perpendiculares, 13.5m de boca e 4.5m de calado médio.
Tripulação: 81 militares, sendo 12 oficiais, 21 suboficiais e sargentos e 48 cabos e marinheiros, com acomodações para o transporte de tropa de até 50 fuzileiros navais.
Velocidade: máxima de 25 nós, máxima mantida de 21 nós e de cruzeiro de 14,5 nós.
Raio de Ação: 4.000 milhas náuticas a 12 nós e autonomia de 35 dias.

Ministério da Defesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]