Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

domingo, 30 de agosto de 2015

Negociações de paz com talibãs


Em visita surpresa ao Afeganistão, ministro alemão do Exterior, Frank-Walter Steinmeier, pede a governo afegão para prosseguir conversações de paz com rebeldes talibãs. Ele também promete mais ajuda alemã ao país.

 Em discurso após sua chegada a Cabul, o ministro do Exterior alemão, Frank-Walter Steinmeier, afirmou neste domingo (30/08) que sua viagem acontece durante uma "difícil fase transitória" no país, cuja situação de segurança continua tensa, em meio a uma série de ataques desde abril.

Na ocasião, ele pediu ao presidente afegão, Ashraf Ghani, para dar continuidade às hesitantes negociações de paz com os radicais islâmicos talibãs. Steinmeier descreveu como "corajosa" a iniciativa das negociações.

Uma primeira rodada de conversas entre o governo afegão e os talibãs aconteceu em julho, na cidade paquistanesa de Murree, mas um segundo encontro planejado também para julho foi cancelado devido a uma luta de poder dentro do grupo rebelde, após a morte de seu ex-líder de longa data mulá Omar.

Steinmeier disse que o processo de paz no Afeganistão e melhores laços com o vizinho Paquistão seriam necessários para "que as pessoas no Afeganistão tenham a esperança de uma vida melhor, depois de tantos anos de sofrimento."

Solidariedade alemã

O ministro também garantiu o prosseguimento do apoio alemão ao Afeganistão, mesmo depois da retirada das tropas alemãs nove meses atrás. Por volta de 800 soldados das Forças Armadas alemãs (Bundeswehr) ainda fazem parte de uma missão de acompanhamento, que permaneceu no país para assessorar e treinar forças de segurança locais.

A Alemanha é o terceiro maior doador para o Afeganistão, tendo enviado mais de 4 bilhões de euros ao país, desde que os talibãs foram derrubados do governo após a invasão liderada pelos EUA em 2001.

Durante a sua visita de um dia, o ministro alemão também conversou com a segunda maior autoridade do governo de unidade nacional do Afeganistão, Abdullah Abdullah, que perdeu as eleições presidenciais para Ghani no ano passado. Ele também se encontrou com soldados alemães.

Steinmeier deverá viajar para o Paquistão ainda neste domingo, evitando um pernoite em Cabul por razões de segurança. Ele alertou ambos os países para que melhorem suas relações bilaterais como "chave para a estabilidade e o desenvolvimento na região."

Por razões de segurança, a viagem de Steinmeier não foi anunciada anteriormente. Sua visita a Cabul acontece no centésimo aniversário das relações diplomáticas entre a Alemanha e o Afeganistão.

DW - Deutsche Welle

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]