Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

domingo, 18 de outubro de 2015

Em voo com 10 helicópteros, Esquadrão Poti forma novos líderes de esquadrão


FAB forma novos líderes de esquadrão nos helicópteros Sabre 

Com a formação, os pilotos estão aptos a comandar um voo conjunto entre 8 e 16 helicópteros.


O Esquadrão Poti (2º/8º GAV), sediado em Porto Velho (RO), realizou a formação de novos líderes de esquadrão. A elevação operacional dos pilotos aconteceu na quinta-feira (08/10) durante um voo que envolveu 10 helicópteros AH-2 Sabre. Os militares estão aptos a comandar um voo conjunto entre 8 e 16 aeronaves nas ações de força aérea como ataque, escolta, defesa aérea, supressão de defesa aérea inimiga, varredura e apoio aéreo aproximado.


“Essa capacitação aumenta a utilização de grandes quantidades de aeronaves em operações conjuntas, como a CRUZEX, e também entre as missões da Força Aérea Brasileira com a Marinha e o Exército”, explicou o Comandante do Esquadrão Poti, Tenente-Coronel Rodrigo Gibin Duarte. O voo em esquadrão permite ganhos no deslocamento em formação e serve para aumentar o poder de fogo contra um determinado alvo.


O líder de esquadrão é o gerente da missão e deve ter o completo domínio do helicóptero, capacidade de antecipação de situações, consciência de sua aeronave e das demais. É ele quem faz a análise criteriosa do terreno a ser voado, das ameaças existentes e das possibilidades de emprego. Em caso de panes ou danos, o líder define o procedimento a ser adotado e o apoio dado pelas demais aeronaves. Para chegar à líder de esquadrão o piloto deve ser líder de esquadrilha - voo com quatro helicópteros -, ser instrutor da aeronave e realizar a avaliação para receber a elevação operacional.


Para realizar a atividade, todo o efetivo do Esquadrão Poti foi envolvido. “Esse feito foi possível graças ao empenho e trabalho direto e indireto de todos, em especial a Seção de Material com toda sua equipe de manutenção e apoio, que ao longo do ano vem mantendo a disponibilidade da frota acima da média”, relatou o Tenente-Coronel Gibin. O militar também destacou o apoio da Base Aérea de Porto Velho (BAPV), onde a unidade aérea está sediada.


Assista ao vídeo e conheça mais sobre o emprego dos helicópteros AH-2 Sabre do Esquadrão Poti:


2°/8° GAV/Agência Força Aérea

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]