Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Policiais participam de curso da SWAT voltado para as Olimpíadas de 2016


Curso aconteceu entre os dias 10 a 14 de agosto

Samara Melo  


Dez policiais participaram, entre os dias 10 a 14 de agosto, do “S.W.A.T. School – Brazilian Police Olympic Games 2016”, na Flórida, Estados Unidos. O curso foi oferecido gratuitamente pela unidade americana e teve como objetivo aperfeiçoar o treinamento dos agentes, além da troca de experiência entre os policiais e instrutores.

As aulas foram idealizadas por Walter Philbrick, ex-comandante da SWAT e instrutor chefe, especialmente para os policiais cariocas. Ele disponibilizou, inicialmente, as dez vagas para que os inspetores Leandro Henrique de Almeida da Silva, coordenador técnico do Núcleo de Defesa Pessoal e Educação Física (NUED) da Acadepol, e Marco Antônio Chaves Garritano, formassem uma turma e se colocou a disposição dos policiais para receber outros agentes futuramente. O curso durou cinco dias, com 16 horas diárias de atividades, e foi dividido em três módulos: o principal, com 50 horas; o de táticas israelenses, com 20 horas; e o de explosivo, com 10 horas.

Com a proximidade das Olimpíadas, o treinamento consistiu em preparar os agentes para as diferentes situações. Eles tiveram aulas de uso e manuseio de armamento, defesa pessoal, desarme de artefato explosivo, treinamento tático físico, inteligência, informação e planejamento de operações.   Os instrutores foram integrantes da força especial da Marinha americana, os SEALs, militares israelenses e da S.W.A.T.

Para o inspetor Leandro, a experiência foi positiva, principalmente por perceber que o treinamento da PCERJ está seguindo os mesmos moldes de outros países. “Foi importante perceber que estamos no caminho certo, bem nivelados. Lá eles vivem o terrorismo, a relação e postura deles com episódios assim são diferentes, por ser uma realidade próxima. Assim, pudemos conhecer experiências de quem viveu uma realidade que não vivemos no Brasil”, explicou o coordenador do NUED.

Além de Leandro, participaram do curso os instrutores de defesa pessoal Francisco Paulo Lima Júnior e Antonio Ferreira de Souza, comissários de Polícia, Marco Augusto Duarte Ticom, George Carlos Ricon Baldessarini, Marco Antônio Chaves Garritano e Cláudio Afonso, inspetores de Polícia, e Flavio Luis Folly Ranhada, auxiliar de necropsia. O comissário de Polícia Miguel Ticom, da Assessoria de Inteligência Policial (Assinpol) e o inspetor de Polícia Eduardo Bezerra, da 12ª DP (Copacabana), também participaram das aulas.

Policia Civil do Estado do Rio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]