Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Rio pede ajuda aos EUA para rastrear fuzis

A polícia apreendeu um total de 1.285 fuzis desde 2011 no estado do Rio (Fonte: Reprodução/Wikimedia)

Entre janeiro e agosto deste ano o número de armas deste tipo apreendidas no estado chegou a 244.

O governo do Rio de Janeiro pediu ajuda aos EUA para rastrear fuzis. Entre janeiro e agosto deste ano o número de armas deste tipo apreendidas no estado chegou a 244. O aumento é de 38% em relação ao mesmo período de 2014.

A polícia apreendeu um total de 1.285 fuzis desde 2011 no estado do Rio.

Como estão interessados na segurança do Rio por causa dos Jogos Olímpicos de 2016, os EUA já iniciaram a colaboração.

De acordo com agentes da ATF, a agência norte-americana de repressão a álcool, tabaco, armas de fogo e explosivo, um fuzil apreendido pelo Bope no último dia 11 de agosto veio de uma loja no Arizona.

A arma, um fuzil Barrett, foi comprada legalmente em 2006 por um norte-americano no condado de Maricopa. Ela foi encontrada com traficantes do Comando Vermelho em uma comunidade da Zona Norte do Rio.

Há também registros de apreensões de fuzis em áreas do estado do Rio teoricamente sem conflitos, como Ilha Grande.

O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, diz que os fuzis continuam entrando em áreas de conflito e que “não há controle”. Beltrame defende uma pena maior para quem porta uma arma deste tipo. A pena atual é de três a seis anos de prisão.

O aumento na circulação de armas no estado do Rio também foi constatado pelo Ministério Público estadual.

Opinião & Noticias



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]