Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Foguete de Treinamento Intermediário é lançado com sucesso em Alcântara


Lançamento faz parte da Operação São Lourenço prevista até o dia 13 de novembro.

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) lançou, com sucesso na sexta-feira (30/10), o 12º Foguete de Treinamento Intermediário (FTI). O lançamento faz parte das atividades previstas na Operação São Lourenço, realizada em Alcântara pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), que vai até o dia 13 de novembro. O objetivo foi preparar todos os meios e as equipes envolvidas com a campanha de lançamento em andamento no CLA.

O FTI foi lançado às 13h50min no horário local (14h50min pelo Horário Brasileiro de Verão) e seguiu a trajetória prevista. Pela primeira vez, foi utilizado no FTI o sistema de terminação de voo, que possibilita realizar a destruição remota do veículo por estação em terra.

“O lançamento foi altamente proveitoso para o Centro e demonstrou que estamos prontos para realizar o lançamento do foguete suborbital VS-40M V03 SARA. Foi importante o teste com o dispositivo de teledestruição remota, utilizado pela primeira em um foguete de treinamento, como parte da preparação dos meios e do pessoal que atua na Operação São Lourenço”, afirmou o Coronel Aviador Cláudio Olany Alencar de Oliveira, Diretor do CLA.

O FTI é desenvolvido pela indústria nacional e compõe o projeto Foguete de Treinamento (FOGTREIN), criado com o objetivo de manter a operacionalidade dos centros de lançamentos situados em território nacional, além de treinar as equipes envolvidas com as atividades de lançamento. O primeiro voo do veículo ocorreu no CLA em agosto de 2010. Além do FTI, faz parte do projeto FOGTREIN, o Foguete de Treinamento Básico (FTB).

A Operação São Lourenço tem por objetivo realizar o lançamento e o rastreio do foguete suborbital VS-40M V03, a partir do CLA, dentro da trajetória planejada, transportando a plataforma suborbital Satélite de Reentrada Atmosférica (SARA), desenvolvida pelo IAE, a fim de testá-la em voo suborbital, além de assegurar a aquisição de dados durante o voo para qualificação de sistemas do veículo e da carga útil, a plataforma SARA.

Nessa carga útil estará embarcada uma plataforma inercial em versão simplificada do Sistema de Navegação (SISNAV), a ser utilizada no Veículo Lançador de Satélites (VLS-1), desenvolvida pelo IAE. Ainda no VS-40M V03 será embarcado outro experimento, em fase de qualificação, desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), um GPS de aplicação espacial.

A atividade conta com a participação da equipe envolvida com as campanhas de lançamento do IAE e CLA e mobiliza outras organizações militares do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), além de esquadrões aéreos da Força Aérea Brasileira (FAB), o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), a Marinha do Brasil (MB). Especialistas da Agência Espacial Alemã (DLR) e do Centro de Lançamento de Esrange (Suécia) atuam também na operação de equipamentos de solo na campanha de lançamentos. A Operação São Lourenço é apoiada pela Agência Espacial Brasileira (AEB).

Agência Força Aérea

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]