Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

domingo, 27 de dezembro de 2015

'EI foi derrotado em Ramadi', declara governo iraquiano após retomar território

Iraque conseguiu retomar controle de Ramadi
Após semanas de ataques intensivos, as forças iraquianas conseguiram retomar o controle de Ramadi – localizada 100 quilômetros a oeste de Bagdá - neste domingo. O grupo que se autodenomina "Estado Islâmico" mantinha o domínio da região considerada estratégica para os extremistas, mas se retirou após a ofensiva do Iraque.

A retomada do território foi considerada pelo governo iraquiano uma vitória sobre o "EI". Segundo um porta-voz, a área está sob completo domínio do Iraque, sem nenhum sinal de membros do grupo extremista por ali.

Ainda assim, o porta-voz admitiu que é possível que haja uma pequena resistência deles nos próximos dias.

Ramadi estava sob controle do "EI" desde maio, e o fato era visto como uma grande e vergonhosa derrota para o exército iraquiano. O território é estratégico já que a cidade é a capital de Anbar, maior província do Iraque, dividindo fronteira com Síria, Jordânia e Arábia Saudita.

Ataques

Nos últimos dias, as tropas do exército iraquiano foram abrindo caminho com armadilhas entre ruas e prédios enquanto avançavam em direção ao centro de Ramadi, reconquistando os distritos dos arredores aos poucos.

Assim que pararam de ouvir os tiros dos extremistas e confirmaram que a área estava sem nenhuma movimentação humana, os iraquianos retomaram de vez o território.

"O complexo está completamente sob nosso controle, não há nenhuma presença de membros do 'EI' nele", disse o porta-voz dos militares, Sabah al-Numani, à Reuters.

"Com o controle do complexo, isso significa que eles foram derrotados em Ramadi. O próximo passo é eliminá-los também em outras áreas por aqui ou ao redor da cidade."

Exército iraquiano foi avançando aos poucos até retomar domínio da região
Não está claro o número de membros do "EI" que estavam na região de Ramadi, mas algumas estimativas falam em pelo menos 400.

Também não há informações sobre possíveis feridos do exército iraquiano. As tropas acreditam que os militantes extremistas que sobraram podem ter ido para o nordeste da região.

O comandante das operações militares de Anbar, Ismail al-Mahlawi, disse à agência de notícias AP que a luta havia sido difícil e que eles tiveram de enfrentar armadilhas e homens-bomba.

A preocupação também permanece para as centenas de famílias que foram capturadas pelo "EI" na linha de frente, segundo o repórter da BBC em Bagdá, Thomas Fessy.

Mas, apesar de a paz na região ainda não ter sido completamente reestabelecida, a agência de notícias AFP relata que houve comemorações nas ruas de diversas cidades iraquianas.

A operação para retomar o controle de Ramadi começou em novembro, mas teve um progresso lento, principalmente porque o governo optou por não usar a poderosa força paramilitar xiita que ajudou a recuperar a norte da cidade de Tikrit, para evitar o aumento das tensões sectárias.


BBC - Brasil  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]