Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Esquadra encerra Operação “ASPIRANTEX 2016”

Exercício de Transferência de Carga Leve durante a “ASPIRANTEX 2016”
O mês de janeiro é tradicionalmente marcado pelo período de realização da Comissão ASPIRANTEX, Operação da Esquadra que tem o propósito de familiarizar os Aspirantes da Escola Naval (EN) com as atividades de bordo através de exercícios realizados no mar.

Este ano, a ASPIRANTEX aconteceu na área marítima compreendida entre o Rio de Janeiro e Itajaí (SC) no período de 18 e 28 de janeiro. Ao todo, 1.904 militares participaram da Comissão, sendo 252 Oficiais (dos quais sete são da FAB), 1.443 Praças e 209 Aspirantes, além de cinco civis prestadores de serviço.

A Operação contou com os Navios de Desembarque de Carros de Combate (NDCC) “Garcia D’Avila” (G-29) e “Almirante Saboia” (G25), das Fragatas “Constituição” (F42), “Liberal” (F43) e “Greenhalgh” (F46), além do apoio do Navio-Patrulha Oceânico “Apa” (P121), e dos Navios-Patrulha “Gurupá” (P46) e “Babitonga” (P63), de três Carros Lagarta-Anfíbio (CLAnf) do ComFFE e de duas aeronaves AF-1, além de três aeronaves da Força Aérea Brasileira.

Aspirantes formados no convés do NDCC “Almirante Saboia”
Durante os dez dias da Operação, foram realizados diversos exercícios, entre eles: desatracação e navegação em baixa visibilidade, canal varrido, exercícios de postos de abandono, demonstração de métodos de infiltração, manobras táticas, FOTEX, operações aéreas, lançamento e recolhimento de CLAnf, Tiro Anti-Aéreo Sobre Granada Iluminativa, homem ao mar, Light Line, Transferência de Carga Leve, LeapFrog e Tiro Antiaéreo sobre Drone; todos os adestramentos envolveram os Aspirantes do Corpo da Armada, de Fuzileiros Navais e de Intendentes.

Os dias no mar ofereceram a oportunidade de contato direto com a realidade dos militares que servem a bordo de um navio, contribuindo para a orientação da escolha de Corpo e a Habilitação (Sistema de Armas, Eletrônica, Mecânica e Administração) dos futuros Oficiais. Ao todo, 209 Aspirantes, sendo 20 do 1º ano, 161 do 2º ano (dos quais cinco são mulheres) e 28 do 3º ano, participaram e executaram exercícios, de caráter estritamente militar, ligados às tarefas do Poder Naval.

Durante a Operação, Aspirantes do 2º ano, exceto as do sexo feminino, fizeram a opção do Corpo e da Habilitação. O Aspirante Bernardo Alhanati do Nascimento, do 2º ano, escolheu o Corpo da Armada com Habilitação em Sistemas de Armas e disse que “participar ativamente do briefing do exercício de Light Line e Transferência de Carga Leve foi muito importante, pois me deu mais certeza de ter feito a escolha certa”.

A fase de porto foi marcada pela visitação pública no NDCC “Almirante Saboia”, onde mais de 4 mil pessoas tiveram a oportunidade de conhecer de perto o navio de guerra. O Comandante-em-Chefe da Esquadra, Vice-Almirante Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior, acompanhou todas as atividades realizadas durante a Comissão. O Grupo Tarefa ficou sob o comando do Contra-Almirante Newton Calvoso Pinto Homem, Comandante da 2ª Divisão da Esquadra.

Na segunda fase de mar, a “ASPIRANTEX” contou com a presença do Comandante de Operações Navais (CON), Almirante-de-Esquadra Sergio Roberto Fernandes dos Santos; do Comandante da Força Aeronaval, Contra-Almirante Sérgio Nathan Marinho Goldstein; do Comandante da Força de Submarinos, Contra-Almirante Oscar Moreira da Silva Filho; e do Comandante da Força de Superfície, Contra-Almirante Wladmilson Borges de Aguiar.

O encerramento da “ASPIRANTEX 2016” ocorre hoje, 28, com um desfile dos navios na Orla do Rio de Janeiro, passando pela Barra da Tijuca em direção à Base Naval, em Niterói (RJ).


Marinha do Brasil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]