Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Programa de nacionalização do PROSUB obtém resultados positivos na fabricação de válvulas de casco

Válvula de casco dos submarinos exposta no encontro entre representantes da Marinha, DCNS e Micromazza

No final de 2015, a Marinha do Brasil aprovou o projeto candidato de válvulas de casco dos submarinos, previsto no programa de nacionalização do Programa de Desenvolvimentos de Submarinos (PROSUB).

A responsável pelo projeto foi a Micromazza, empresa brasileira, localizada no município de Vila Flores (RS), que atua no desenvolvimento de projeto de válvulas, com índice próximo a 100% de conteúdo nacional.

A Micromazza foi selecionada e capacitada para produzir as válvulas com base no projeto original da empresa francesa DCNS, responsável pela transferência de tecnologia, por meio de treinamento em duas etapas: a primeira realizada na França, pela empresa Issartel, e a segunda no Brasil, na sede da Micromazza.


A realização deste projeto representa um avanço tecnológico e abre as portas para a fabricação, no Brasil, de válvulas de casco dedicadas a submarinos e a navios de superfície, contribuindo para a consolidação da Base Industrial de Defesa. A produção, pelas empresas brasileiras, de peças, equipamentos, materiais e sistemas, que façam parte do pacote de Material Nacional dos Submarinos Convencionais previstos no PROSUB, permite que, ao final do processo de nacionalização, elas sejam capazes de produzir material de forma independente e autônoma. Muitos desses materiais têm uso dual, podendo ser empregados em outros setores da indústria.


Marinha do Brasil   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]