Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Jerusalem Post - Atentado contra base russa na Síria mata "dezenas" de oficiais russos

"Dezenas" de generais russos morreram ou ficaram feridos domingo à tarde, num atentado contra a base onde se encontravam perto da cidade síria de Latakia, afirmou a oposição síria, esta quarta-feira.

A notícia foi publicada pelo jornal Jerusalem Post. De acordo com o jornal, o atentado com carro bomba foi realizado por duas fações da oposição consideradas moderadas, o Ahrar al-Sham e o movimento Bayan.

O Jerusalem Post refere informações veiculadas pelo gabinete de imprensa do Ahrar al-Sham, segundo o qual as duas fações se coordenaram com jihadistas locais infiltrados na base russa.

Os envolvidos decidiram fazer detonar o carro armadilhado quando souberam que domingo estava prevista uma reunião de altas patentes russas na base militar.

O Ahrar al-Sham refere que "dezenas de generais russos" foram mortos ou ficaram feridos na explosão. O anúncio do atentado terá sido adiado até esta quarta-feira para dar aos jihadistas envolvidos tempo de regressarem sãos e salvos aos territórios da oposição.

O Jerusalem Post publicou ainda um breve vídeo alegadamente da explosão na base.

A base militar onde se terá dado o atentado é um dos mais importantes centros de forças russas na costa síria e fica a cerca de 15 quilómetros de Latakia.

Moscovo não reagiu ainda à notícia, que surge dois dias antes da entrada em vigor de um acordo de cessar-fogo anunciado pela Rússia e pelos Estados Unidos precisamente domingo à noite e já aceite pelo Governo sírio e parte da oposição.

O acordo terá de ser assinado pelas partes até às 12h00 de sexta-feira, 26, para entrar em vigor às 00h00 de dia 27.

A ser verdadeira a informação veiculada pelo Ahrar al-Sham, o impacto do atentado na estratégia russa na Síria deverá ser significativo.

Moscovo e EUA decidiram que o cessar-fogo não se aplica aos grupos terroristas Estado Islâmico e Frente al-Nusra. O Ahrar al-Sham poderá agora também ser excluído do acordo.

Oposição síria reticente

O principal grupo de opositores sírios, o HNC, disse esta quarta-feira que ainda não aceitou o plano que suspende as hostilidades na Síria, referindo duvidar que o acordo evite que a Rússia bombardeie as suas posições.

"Não houve consulta aos sírios. Serão as observações, adições ou emendas pedidas pelos sírios tidas em conta?" perguntou esta quarta-feita o principal negociador do HNC, Mohamad Alloush, no canal de televisão Orient TV, pró-oposição, sublinhando que o conselho da oposição ainda não tomou qualquer decisão.

A Frente al-Nusra, considerada a al-Qaida na Síria, está posicionada extensivamente nas áreas dos grupos da oposição e isso poderá ser usado como pretexto pela Rússia para bombardear as posições dos rebeldes, lembrou Alloush.


"Como pode a Rússia dar garantias quando é parte do problema," interrogou-se o chefe negocial do HNC que lidera também a ala política do grupo Jaish al-Islam, considerado terrorista pelo Governo sírio.

Bombardeamentos diminuíram

O ministério da Defesa da Rússia refere que, na preparação do cessar-fogo, a aviação russa diminuiu significativamente a intensidade dos seus bombardeamentos.

De acordo com o porta-voz do ministério, Igor Konashenkov, em declarações transmitidas pela televisão, a aviação russa "parou de bombardear as áreas na Síria onde as autoridades locais e os grupos armados já apresentaram ou se preparam para apresentar declarações de aceitação de um cessar-fogo para iniciar conversações de reconciliação".

Konashenkov afirmou que Moscovo ainda está à espera de uma resposta de Washington, um dia depois do adido militar norte-americano na Rússia ter recebido os detalhes de uma linha de comunicações estabelecida com os Estados Unidos para ajudar a coordenar ações militares sob o cessar-fogo.

A artilharia turca tem continuado a bombardear localidades sírias perto da fronteira turca, acrescentou o porta-voz russo.


RTP Noticias via Jerusalem Post.

Fonte:  
http://www.jpost.com/Middle-East/Report-Dozens-of-Russian-generals-in-Syria-killed-after-a-car-bomb-hits-their-military-base-445975

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]