Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quinta-feira, 3 de março de 2016

Coreia do Norte lança mísseis de curto alcance após sanções da ONU

Seul comunica lançamento de seis projéteis com aparente alcance de 100 a 150 quilômetros em direção ao Mar do Japão. Suposto teste ocorre um dia após penas econômicas impostas contra Pyongyang devido a testes nucleares.

A Coreia do Norte lançou nesta quinta-feira (03/03) vários mísseis de curto alcance a partir de sua costa oriental, numa aparente demonstração de força após as sanções impostas pelo Conselho de Segurança da ONU, informou o Ministério da Defesa de Seul.

O Exército norte-coreano lançou os mísseis em direção ao Mar do Japão a partir da localidade de Wonsan, no sudeste do país, disse o porta-voz do Ministério da Defesa da Coreia do Sul, Moon Sang-gyun, à agência de notícias EFE, sem dar mais detalhes.

O ministério sul-coreano indicou que seis projéteis com um aparente alcance de 100 a 150 quilômetros foram lançados para o Mar do Japão. O porta-voz da Defesa disse que Seul ainda está analisando se de fato se trataram de mísseis de curto alcance ou de foguetes. "O Exército da Coreia do Sul está monitorando movimentos adicionais do norte", acrescentou.

A alegada ação norte-coreana ocorreu horas depois de o Conselho de Segurança da ONU ter aprovado, em Nova York, uma resolução que impõe duras restrições comerciais ao Estado comunista em resposta aos últimos testes nucleares e de mísseis de longo alcance.

A Coreia do Norte dispara regularmente mísseis ou foguetes para mostrar descontentamento com seus vizinhos ou com a comunidade internacional.

As sanções impostas pelo Conselho de Segurança da ONU, na quarta-feira, foram as mais duras até então estabelecidas contra Pyongyang, que executou seu quarto teste nuclear em 06 de janeiro e lançou um foguete de longo alcance no mês passado.

A resolução do Conselho de Segurança impõe a todos os países a medida sem precedente de inspecionar todas as mercadorias com origem ou destinadas à Coreia do Norte e a proibição de entrada nos portos a navios e de voos de aviões suspeitos de transportar bens ilegais para aquele país.

O pacote inclui também a proibição das exportações norte-coreanas de carvão, ferro e minério de ferro, ouro, titânio e minerais raros, assim como a importação de combustível de aviação, incluindo combustível para mísseis.

As sanções preveem ainda a expulsão pelos países-membros da ONU de diplomatas norte-coreanos que estejam envolvidos em contrabando ou outras atividades ilegais e acrescenta 16 indivíduos e 12 entidades à lista "negra" das sanções, incluindo a agência espacial e os serviços de informações de Pyongyang.

Sanções anteriores contra a elite do regime também foram expandidas, com a proibição de exportação para a Coreia do Norte de relógios de luxo, motos de neve, embarcações de recreio e equipamentos esportivos.


Deutsche Welle   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]