Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quinta-feira, 17 de março de 2016

Russia - Três novos veículos de combate recebem sinal verde

TATIANA RUSSAKOVA, GAZETA RUSSA

Além do futurístico Karatel, as Forças Armadas da Rússia podem receber, em breve, outros dois veículos de combate superavançados. Conheça os modelos e suas especificidades.

Vários veículos blindados foram concebidos na Rússia nos últimos anos para atender as necessidades das Forças Armadas e do FSB (da sigla russa, Serviço Federal de Segurança).

Enquanto passam pelos últimos testes, alguns já foram apresentados ao presidente Vladímir Pútin. Confira abaixo três modelos elogiados pela boa impressão causada no líder russo.

1. Karatel

Esse veículo de combate com visual futurista foi apresentado a Pútin no final de fevereiro pelo diretor do FSB, Aleksandr Bortnikov, e seu nome traz associações um tanto dolorosas: “karatel” é o termo russo usado para quem pune ou castiga, e também se refere aos nazistas que mataram civis soviéticos na Segunda Guerra.

Com um quê do famoso hollywoodiano batmóvel, o Karatel tem uso indicado para para unidades secretas em operações especiais.

As primeiras fotografias do veículo apareceram pela primeira vez no início de 2012, quando bloggers clicaram o novo veículo durante uma série de testes nos arredores de Moscou.

Os jornais então anunciaram que o veículo de 12 toneladas havia sido construído sobre o chassi de um Kamaz, e seu formato teria intenção de proteger o veículo contra explosões. O Karatel foi, assim, descrito como um veículo contrassabotagem.


Para um carro blindado, o Karatel tem uma velocidade impressionante de quase 110 km/h, enquanto sua couraça é capaz de suportar balas de calibre 7,62 mm – como os utilizados, por exemplo, no novo fuzil de assalto Kalashnikov.

Além disso, quando não danificadas, suas janelas blindadas aguentam o impacto de um ataque por lança-granadas-foguete.

A disposição dos assentos no interior também é bem incomum para os veículos de combate russos: os paraquedistas (o Karatel pode acomodar confortavelmente de 10 a 12 pessoas) sentam-se de costas uns para os outros, o que lhes permite ter uma visão panorâmica e poder de disparo para todas as direções.

Os quase quatro anos de testes do Karatel devem ser compensados em um futuro breve. Após a apresentação a Pútin, o próximo passo será colocá-lo em serviço.

2. Kolun

O projeto do Kolun foi uma surpresa para todos, sobre para o seu principal criador, o projetista Oleg Chapkin.

O desenho do veículo blindado foi originalmente feito para a competição “Veículo de Combate do Século 21”, em 2014, mas Chapkin nem esperava que sua ideia fosse sair do papel em tão pouco tempo. No final daquele mesmo ano, o veículo de aspecto angular foi construído sobre o chassi do caminhão comercial ZIL-131.

Com 9 toneladas, o Kolun possui duas variantes, 6х6 e 4х4, e é equipado com minas terrestres.

A expectativa é que o veículo opere como um blindado de transporte de pessoal, para até 16 pessoas. Atualmente em testes, o Kolun está à espera dos primeiros clientes.

3. Toros

Irmão mais novo do Kolun, o Toros foi também concebido por Oleg Chapkin. Assim como o primogênito, foi construído sobre um chassi ZIL, tem o mesmo nível de proteção e armadura, porém vem em três variações: com a parte superior aberta para comandantes, anfíbio, ou para fins médicos.

A Intrall, empresa que fabrica os veículos, admite que, até agora, não recebeu encomendas do Ministério da Defesa ou de outros órgãos do governo, embora tenha sido expresso interesse, inclusive do exterior, por esse veículos incomuns.


Pútin foi um dos que demostrou interesse pelos veículos de combate “educados” – apelidado assim em alusão ao nome dado a militares russos envolvidos na operação da Crimeia em 2014.

Depois de inspecionar os novos veículos em uma exposição organizada pela Frente Popular de Toda a Rússia no final de novembro de 2014, o presidente disse: “Educação unida a armas pode levar muito mais longe do que educação por si só”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]