Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sábado, 17 de setembro de 2016

Chile retirará seus capacetes azuis do Haiti após 13 anos em missão de paz


(Arquivo) Capacetes azuis chilenos são vistos em Cabo Haitiano, no dia 24 de janeiro de 2015 - AFP/Arquivos

O Chile retirará em 2017 seus capacetes azuis que participam da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) após 13 anos de colaboração, e enviará estas tropas a outras operações de paz.

A presidente chilena, Michelle Bachelet, decidiu pela retirada das tropas a partir do próximo abril, a qual demorará entre três e seis meses, informou o ministro da Defesa, José Antonio Gómez, em declarações divulgadas neste sábado pelo jornal El Mercurio.

“Esta decisão já foi comunicada oficialmente às Nações Unidas, portanto, já demos a ordem de retirada”, informou Gómez.

O Chile foi um dos primeiros países a atender ao chamado da ONU para enviar capacetes azuis para pacificar o Haiti após a queda do ex-presidente Jean Bertrand Aristide, em 2004.

As Forças Armadas chilenas têm atualmente cerca de 340 oficiais em campo, mais 47 pilotando helicópteros, 11 oficiais policiais e 5 oficiais no quartel general da Minustah, os quais serão transferidos a outros países.

“Hoje temos oficiais na República Centro-Africana; para aumentar nossa colaboração estamos conversando com a Argentina para levar uma companhia de engenheiros conjunta”, explicou Gómez.

A ONU espera que o Haiti continue se estabilizando paulatinamente em termos sociais e políticos para retirar os mais de 2.300 capacetes azuis que se encontram lá e substituí-los por policiais.

IstoÉ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]