Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Forças iraquianas estão prontas para ofensiva em Mossul no começo de outubro


AFP/Arquivos / MOADH AL-DULAIMI

As forças de segurança iraquianas estarão prontas no começo de outubro para lançar uma ofensiva em Mossul, disse nesta quarta-feira um militar americano de alta patente.

"Hoje avaliamos que os iraquianos terão no início de outubro todas as forças necessárias reunidas, treinadas, acantonadas e equipadas para as operações em Mossul", disse o chefe do Estado-Maior conjunto, general Joe Dunford, em um evento em Washington.

"Agora, o momento desta operação está sujeito a uma decisão política do primeiro-ministro (iraquiano, Haider al) Abadi", acrescentou.

As forças iraquianas estiveram se deslocando ao norte de Bagdá por quase dois anos, retomando gradualmente zonas que foram declaradas pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI) como parte de seu "califado" em junho de 2014.

As milícias curdas ao norte de Mossul também se unirão à ofensiva.

Os Estados Unidos lideram uma campanha internacional aérea contra alvos do grupo Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria.

Embora o Pentágono não preveja enviar efetivos americanos para combater o EI, tem milhares de soldados no Iraque que treinam e equipam as forças locais.

"Estaremos em posição de fornecer o apoio e os reforços que estas forças exigirem para ter êxito", disse Dunford.

O EI tomou em 2014 a cosmopolita cidade de Mossul, a segunda do Iraque, em uma ofensiva relâmpago desde o norte e o oeste do país. Mossul tinha uma população estimada de dois milhões de habitantes quando foi ocupada pelos extremistas.

É difícil ter números precisos sobre a população que ainda resta na cidade, mas a ONU e outros funcionários disseram que cerca de um milhão de civis podem estar vivendo sob o regime do EI na área de Mossul.

O Pentágono estima que na cidade há entre 3.000 e 4.000 combatentes do EI.

Agence France-Presse (AFP)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]