Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Esquilo da Polícia Civil do RS completa 1000 horas de voo



Aeronave foi a primeira a integrar a frota da instituição e atuar em todo o estado

Um helicóptero Esquilo da Polícia Civil do Rio Grande do Sul completou, no mês de setembro, 1 mil horas de voo em operações policiais, de defesa civil e missões especiais da instituição, em todo o estado gaúcho.


A aeronave, baseada no Aeroporto Internacional Salgado Filho, na capital Porto Alegre, atua em todo o Estado e desempenha diversas funções, desde policiais a ajudas humanitárias e apoio ao Corpo de Bombeiros. “A grande característica do helicóptero é a sua versatilidade operacional. Sua alta manobrabilidade permite prestar um apoio direto às equipes que atuam em terra para a proteção e observação de toda a operação em curso. A facilidade de pouso em áreas próximas ao evento também é um diferencial” comenta delegado Francisco Soares, diretor da Divisão de Apoio Aéreo da Polícia Civil do RS.

O H125 é utilizado em acompanhamento de operações de busca e apreensão, no monitoramento aéreo de assaltos, sequestros e veículos suspeitos, além de missões especiais como segurança em eventos com grande concentração de público, acompanhamento de comboios e verificação de áreas desmatadas. Em verificação ou levantamento de dados, o helicóptero permite uma visão diferente da área que se está buscando, gerando novos planejamentos para uma ação.

A aeronave também está homologada para operar com o uso do bambi bucket em apoio, quando solicitado, ao Corpo de Bombeiros para combate a incêndios ou ainda para o transporte de equipes em locais de difícil acesso por terra, busca e resgate de banhistas e resgate em locais restritos com uso do guincho.

Para a defesa civil, o Esquilo também contribui no atendimento da população em situações de enchentes, transporte de mantimentos e roupas para as localidades de difícil acesso, remoção de crianças enfermas com a presença de um enfermeiro e de um médico a bordo e demais situações de risco e urgência.

Ao completar as 1 mil horas de voo, a aeronave passou por uma inspeção na Helibras, no mesmo mês, para garantir a segurança e desempenho de todas as próximas atividades da PCRS. “É um aparelho de suma importância. Costumamos ter o relato de equipes em terra de que, em operações policiais, o alvo não reage em razão da presença do helicóptero. A aeronave também contribuiu muito em uma ação de entrega de mantimentos, durante uma enchente, para famílias que estavam isoladas e haviam sido localizadas pelo Esquilo”, reforça Soares.

Helibras

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]