Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

domingo, 18 de dezembro de 2016

EUA aliviam sanções contra agência russa de exportação de armamento



ITAR-TASS

Com decisão, Washington readquire direito de comprar câmeras de vigilância russas. Equipamento aumentará capacidade de monitorar aderência ao Tratado de Céus Abertos.

Os Estados Unidos decidiram atenuar suas sanções unilaterais ao exportador oficial de armas da Rússia, a Rosoboronexport, para que o país possa comprar câmeras digitais especializadas do tipo usadas pela Rússia no âmbito do Tratado de Céus Abertos, informou um funcionário do Departamento de Estado americano à agência TASS.

Segundo a fonte, as autoridades norte-americanas “modificaram as disposições que proíbem (...) a compra da Rosoboronexport e de qualquer uma de suas subsidiárias ou sucessoras do sensor [câmera] eletróptico OSDCAM4060 usado pelas aeronaves de vigilância russas no âmbito do Tratado de Céus Abertos”.

“A aquisição permitirá aos EUA avaliar melhor a conformidade da Rússia com o tratado”, acrescentou o diplomata norte-americano, sem esclarecer detalhes de como Washington pretender usar o sistema de vigilância.

Também não foi especificado o número de câmeras que os americanos planejam comprar nem quando as negociações serão concluídas.

De acordo com a notificação oficial emitida pelo Departamento de Estado sobre as alterações das sanções à Rosoboronexport, a decisão também se aplica à reparação e manutenção de sensores, aquisição de peças de reposição e etc.

O documento foi assinado por Frank Rose, vice-secretário de Estado dos EUA, que é também responsável pela verificação do controle das armas.

O Tratado de Céus Abertos, juntamente com o Tratado sobre Forças Armadas Convencionais na Europa e o Documento de Viena de 1999, instituíram um regime de confiança e de transparência das armas convencionais na zona euratlântica.

O tratado, assinado em Helsinque, em de março de 1992, permite que os signatários voem sobre os territórios um do outro desde que a finalidade seja vigiar as atividades militares seguindo parâmetros determinados.

Com a agência de notícias Tass

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]