Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Militares da FAB se preparam para nova aeronave SAR em Sevilha, na Espanha



Militares da FAB realizam cursos de adaptação à nova aeronave de busca e salvamento

Casa C-295 foi adquirida pela Força Aérea Brasileira (FAB) e será implantada em 2017

Seis militares da área de comunicações e eletrônica do Esquadrão Pelicano (2º/10º GAV) estão, desde o início de janeiro (08/01), em Sevilha, na Espanha. Os sargentos participam dos cursos de adaptação ao Casa C-295, aeronave especializada em Busca e Salvamento, que foi adquirida pela Força Aérea Brasileira (FAB), e será implantada em 2017. A capacitação tem duração de dois meses e é oferecida pelo Internacional Trainning Centre (ITC), órgão subordinado à Airbus Defense & Space.


Os cursos têm o objetivo de orientar os militares sobre como operar os novos sistemas SAR (do inglês, Search and Rescue) embarcados na aeronave. O Mission Suport Center (MSC) é uma das novidades do C-295, que permite que todas as informações, dados, áudios ou vídeos de uma missão de resgate, por exemplo, sejam transmitidos, em tempo real, para uma sala do esquadrão.

No início de março, a segunda turma composta por seis pilotos também desembarca em Sevilha para realizar os cursos. A instrução prática e os voos ocorrem nas últimas semanas de treinamento. Já a parte de manutenção dos sistemas acontece em julho, no Brasil.

O Sargento Ednei Jones do Carmo é um dos militares que deixou a esposa e o filho, em Campo Grande (MS), para seguir para Sevilha nesta semana. Segundo ele, os professores do curso são ex-militares da Força Aérea da Espanha ou profissionais da Airbus. “Eles são altamente experientes na área de operação do sistema de missão”, avalia. O militar relembra que, desde o início de 2015, foi necessário passar por uma preparação para realizar a capacitação no exterior, como o curso operacional de guerra eletrônica.

Sob gerência da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), o Programa CL-X2 prevê a aquisição de duas aeronaves Casa C-295 que vão equipar o Esquadrão Pelicano (2°/10° GAV), única unidade da FAB especializada em Busca e Salvamento. A previsão é que a primeira aeronave seja entregue em meados de 2017.

“É uma satisfação muito grande a gente poder participar ativamente de uma implementação que fará com que o Brasil aumente, ainda mais, a capacidade de realizar as missões de busca e salvamento”, acrescenta o Sargento Pedro Henrique de Castro Nunes, militar do Esquadrão Pelicano que também está na cidade espanhola.

Pilotos

Um grupo de seis pilotos do Esquadrão Pelicano também segue para a Espanha no próximo dia 07 de fevereiro. A equipe fará um curso de um mês.

"Esse curso, com término previsto para 07 de março, terá três módulos. O primeiro abordará as diferenças entre a nova aeronave e a antiga. O segundo visa à familiarização com os sistemas embarcados. Já o último, e talvez o mais importante, é relativa à integração e coordenação durante o voo com o restante da tripulação", afirma o Tenente Aviador André Villela Gaspar, um dos pilotos do Esquadrão Pelicano. "A chegada dessa aeronave constitui um ganho muito grande, proporcionando uma eficiência ainda maior nas missões de busca e salvamento", complementa o Tenente Villela.

Ensaios em voo

No final de 2016, entre os dias 05 e 09 de dezembro, a FAB participou de uma fase de ensaios no solo e em voo com a aeronave. Os testes foram realizados nas instalações da Airbus Defense & Space, na cidade de Sevilha, na Espanha. Todos os voos de certificação contaram com uma tripulação mista, sendo um piloto do Instituto de Pesquisa e Ensaios em Voo (IPEV) e um piloto da Airbus, além do gerente técnico do projeto na FAB e de representantes técnicos das diversas áreas de engenharia da empresa.

Os ensaios avaliaram o sistema de navegação da aeronave. Foram realizados deslocamentos para a realização de aproximações IFR (regras de voo por instrumento) em aeródromos onde pudesse ser comprovado o cumprimento dos requisitos contratados.

“Voltamos para casa com a sensação de missão cumprida, tendo a certeza de que a FAB irá receber o produto conforme os requisitos contratados. O CL-X2 multiplicará a capacidade operacional da FAB, contribuindo sobremaneira para a missão de Busca e Resgate”, ressaltou o Major Alisson Henrique Vieira, do IPEV.

Agência Força Aérea

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]