Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quarta-feira, 1 de março de 2017

Airbus vende fatia majoritária de negócio de sistemas de defesa à KKR



A Airbus informou nesta terça-feira que concluiu a venda de uma fatia majoritária em seu negócio de sistemas eletrônicos de defesa para a empresa americana de private equity KKR, como parte do plano da fabricante francesa de aviões de focar-se em suas atividades relacionadas a aeronaves comerciais.



A KKR concordou há quase um ano em comprar a divisão de defesa da Airbus, numa transação que avaliou os ativos, com bases principais localizadas na Alemanha, em 1,1 bilhão de euros (US$ 1,17 bilhão).



A Airbus informou que vai manter uma fatia de 25,1% no novo negócio, que passa a ser chamado de Hensoldt, em homenagem a Moritz Hensoldt, empreendedor alemão considerado um dos pioneiros da óptica.



A companhia fornece sistemas eletrônicos de defesa para projetos como o caça F-16, fabricado pela Lockheed Martin, maior fornecedora do Pentágono em volume de vendas, e para o avião de transporte militar A400M, produzido pela Airbus.



O negócio de defesa tem cerca de 4 mil funcionários em todo o mundo e 1 bilhão de euros em vendas, disse a companhia, em um comunicado separado. Cerca de 33% das suas vendas são realizadas na Alemanha, 27% em outros países europeus e 40% fora da Europa, informou a Hensoldt.



A nova empresa considera realizar aquisições para expandir suas atividades de sistemas eletrônicos de defesa, disse a Hensoldt, e tem como alvos investimentos em novas tecnologias.



A Airbus, segunda maior fabricante de aviões do mundo, atrás da americana Boeing, têm procurado cada vez mais focar-se nas suas atividades de fabricação de aeronaves comerciais. A empresa também busca remodelar seu negócio de defesa, focando principalmente em programas aeroespaciais, incluindo a produção dos caças Eurofighter Typhoon e aviões de transporte militar.



A companhia francesa tem gradualmente vendido unidades que não considera mais estratégicas, incluindo a venda de sua fatia na fabricante de caças Dassault Aviation, anunciada em junho de 2016.



Valor Econômico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]