Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

terça-feira, 11 de abril de 2017

Estado de Pernambuco deverá contar com indústrias de defesa



Brasília, 10/04/2017 – O ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, assinaram nesta segunda-feira (10), no Palácio Campo das Princesas, no Recife, um protocolo de cooperação para desenvolvimento da Indústria de Defesa no estado. "Estamos construindo a necessária descentralização das indústrias da defesa para todo o Nordeste, começando por Pernambuco", disse Jungmann durante o evento.

De acordo com o ministro da Defesa, o estado está bem posicionado para competir e conseguir atrair indústrias da defesa. "Pernambuco tem vantagens logísticas, de qualificação de pessoal. Ainda tem o Porto Digital, um dos maiores parques tecnológicos do País, bem como o Porto de Suape, onde está instalado um importante polo naval", salientou.

Jungmann reforçou a criação, por parte do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de uma linha de crédito internacional para financiar os produtos brasileiros de defesa. "Isso é uma garantia para ajudarmos na retomada do desenvolvimento e na geração de empregos. Geramos 40 mil empregos diretos e 130 mil indiretos. Essa é uma janela que se abre para aumentarmos nossos investimentos”, completou Jungmann.

O governador Paulo Câmara destacou a importância da interlocução com o Ministério da Defesa. "Queremos aproveitar toda a oportunidade que o MD está oferecendo. Faremos tudo o que for possível para trazer indústrias para Pernambuco. Este é um momento importante nessa luta de vencermos a crise", disse Câmara.

O protocolo, assinado hoje (10), considera como papel do Governo assegurar condições para instalação e desenvolvimento de uma atividade industrial na economia pernambucana, voltado ao setor de defesa. Ao Ministério da Defesa cabe promover o desenvolvimento da indústria de defesa no País, nos seus aspectos de competitividade, produtividade, tecnologia, emprego dual e exportações.

A Defesa pretende estender esse modelo de protocolo de cooperação para os demais estados do Nordeste, por meio dos fundos constitucionais.

Estiveram na cerimônia o vice-governador e secretário de desenvolvimento econômico, Raul Henry; o presidente da Federação das Indústrias de Pernambuco, Ricardo Essinger; e o secretário estadual da Fazenda de Pernambuco, Marcelo Barros.

Ministério da Defesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]