Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quinta-feira, 20 de abril de 2017

EUA interceptaram dois bombardeiros russos no Alasca, diz mídia americana



Pentágono confirmou à CNN o episódio; é a primeira vez no governo de Trump que aeronaves russas chegam tão perto da costa americana.

Os EUA interceptaram dois bombardeiros russos na costa do Alasca na segunda-feira (18), confirmou o Pentágono à CNN, após a Fox News noticiar o episódio.


Dois bombardeiros TU-95 Bear foram interceptados por uma aeronave de guerra US F-22 Raptor, afirma a reportagem.

A interceptação, descrita por um chefe militar americano como “segura e professional”, ocorreu a cerca de 160 quilômetros da ilha de Kodiak, após as aeronaves russas voarem em direção a uma área de identificação de defesa área do Alasca.

Não houve comunicação entre os pilotos americanos e russos no episódio, afirmou a fonte.

Segundo a Fox News, os jatos americanos voaram em torno dos russos por 12 minutos, até que os bombardeiros mudaram o rumo para voltar à base no leste da Rússia.

A mesma emissora afirma que é a primeira vez desde que Donald Trump assumiu a presidência que Moscou enviou bombardeiros para tão perto dos EUA - a última vez foi em 4 de julho de 2015, quando um par de bombardeiros sobrevoou o Alasca e a Califórnia.

De acordo com a CNN, chefes militares Americanos disseram que a interceptação não foi “nada além do ordinário”, mas o congressista republicano Adam Kinzinger afrma que os russos estão “tentando mostrar os dentes” voando tão perto da costa americana no meio da tensão entre as duas nações.

G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]