Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Exclusivo – Entrevista Embaixador Americano Peter Michael McKinley


Entrevista concedida a
Ricardo Pereira Azevedo
Jornalista e Fotografo
Editor-Chefe Site Assuntos Militares

Exclusivo – Entrevista com Embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Peter Michael McKinley decorrente a LAAD Defence & Security 2017 – Feira Internacional de Defesa e Segurança.

Indicado em 24 de maio de 2016 pelo então presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para substituir a embaixadora Liliana Ayalde. De 2014 a 2016 , McKinley foi o embaixador dos EUA no Afeganistão. Anteriormente, entre os anos de 2010 e 2014, foi embaixador na Colômbia. Entre 2007 e 2010, McKinley foi embaixador no Peru, é um veterano no serviço diplomático americano e considerado entre os melhores da área no seu país.

Embaixador dos Estados Unidos da América junto à República Federativa do Brasil

Mandato inicia em 11/01/2017 - O embaixador P. Michael McKinley foi confirmado pelo Senado americano para o cargo de embaixador dos EUA no Brasil em 8 de setembro de 2016.

Recentemente, o embaixador McKinley serviu como embaixador dos EUA no Afeganistão de 2014 a 2016. Antes foi vice-embaixador dos EUA no Afeganistão de 2013 a 2014. O embaixador McKinley serviu como embaixador dos EUA na Colômbia no período 2010-2013, e embaixador dos EUA no Peru no período 2007-2010.

Ele serviu como ministro-conselheiro da Missão Diplomática dos EUA na União Europeia em Bruxelas entre 2004 e 2007. De 2001 a 2004, atuou como subsecretário adjunto no Bureau de População, Refugiados e Migração do Departamento de Estado. Entre 1994 e 2001, o embaixador McKinley foi ministro-conselheiro e encarregado de negócios das Embaixadas dos EUA em Moçambique, Uganda, e Bélgica. Atribuições anteriores incluem a Embaixada dos EUA em Londres (1990-94), três temporadas de trabalho em Washington (1985-90) e serviu também na Bolívia (1983-85). O embaixador McKinley entrou para o Serviço de Relações Exteriores em 1982.

O embaixador McKinley nasceu na Venezuela e foi criado no Brasil, no México, na Espanha e nos Estados Unidos. Fez seus estudos de graduação e pós-graduação no Reino Unido e tem doutorado pela Universidade de Oxford. Sua história sobre a Venezuela colonial foi publicada pela Cambridge University Press como parte da série sobre a América Latina e traduzida para o espanhol. O embaixador McKinley é casado com Fatima Salces. Eles têm três filhos.


AM Assuntos Militares - Como esta sendo o início da sua missão aqui no Brasil?

Embaixador P. Michael McKinley: I’m pleased to be back in Brazil. My wife and I are thankful for Brazilian hospitality and have appreciated the warm welcome we’ve received. I’ve already had opportunities to travel to Rio de Janeiro, Sao Paulo and Belo Horizonte, and I plan to visit the North East and the South soon. I’m impressed with the level of innovation and entrepreneurship that exists here and the interest in doing business with U.S. companies. I look forward to working with American and Brazilian business leaders and Brazilian government interlocutors to identify other areas and opportunities for commercial cooperation that benefit both our countries.

É um prazer estar de volta ao Brasil. Minha esposa e eu agradecemos a hospitalidade brasileira e apreciamos as calorosas boas-vindas que recebemos. Tive oportunidade de viajar ao Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte e planejo visitar o Nordeste e o Sul em breve. Estou impressionado com o nível de inovação e empreendedorismo que existe aqui e o interesse em fazer negócios com empresas americanas. Espero trabalhar com empresários americanos e brasileiros e interlocutores do governo brasileiro para identificar outras áreas e oportunidades para cooperação comercial que beneficiem ambos os países.


AM Assuntos Militares - Embaixador, sobre a área de defesa e segurança Brasileira: Com o senhor espera o retorno dos laços de amizade como o Brasil.

Embaixador P. Michael McKinley: The United States and Brazil enjoy a robust global partnership, including between our militaries, and our defense relationship has grown even stronger in recent years. A busy calendar of policy dialogues and technical exchanges keep both countries focused on important bilateral defense issues.

Os Estados Unidos e o Brasil desfrutam de uma parceria global robusta, inclusive entre nossos militares, e nossa relação de defesa se fortaleceu ainda mais nos últimos anos. Uma agenda de varios diálogos de diretrizes e trocas técnicas mantém ambos os países focados em importantes questões bilaterais de defesa.


AM Assuntos Militares - LAAD 2017, como esta a cooperação na área da Defesa com o Brasil, Qual seria o significa da feira LAAD 2017 para as empresas americanas.

Embaixador P. Michael McKinley: The U.S. seeks to broaden and deepen our defense partnership with Brazil on many levels. As I mentioned, we have a good security relationship. On the commercial side we have proven technology and outstanding value. Much of that technology and expertise was on display at the LAAD Defense and Security International Exhibition in Rio de Janeiro this year. More than 40 U.S. firms exhibited at the show, representing the largest national group after Brazil. As Brazilian Minister of Defense Raul Jungmann highlighted, the defense industry is a key driver of technological development and economic growth. Brazilian and American defense companies are already cooperating, with just one example being the agreement signed between Rockwell-Collins and Embraer Savis that was announced at LAAD.

Os Estados Unidos buscam expandir e aprofundar a parceria de defesa com o Brasil. Como mencionei antes, temos um bom relacionamento na área de segurança. No lado comercial temos tecnologia comprovada e custo excepcional. Muita dessa tecnologia e especialidade foi apresentada na LAAD – Exposição Internacional de Defesa e Segurança, no Rio de Janeiro, este ano. Mais de 40 empresas americanas expuseram durante o evento e representou o maior grupo nacional depois do Brasil. Como o Ministro de Defesa Raul Jungmann destacou, a indústria da defesa é um motor chave do desenvolvimento tecnológico e crescimento econômico. Empresas de defesa brasileiras e americanas já estão cooperando, sendo um exemplo o acordo assinado entre Rockwell-Collins e Embraer Savis anunciado na LAAD.


AM Assuntos Militares - Qual é o estado das relações econômicas entre Brasil e EUA

Embaixador P. Michael McKinley: As the two largest democracies and economies in the hemisphere, the United States and Brazil are natural partners and we are focused on the future. One month ago, President Trump had a long and productive call with President Temer, in which they discussed ways to further strength our bilateral relationship, including working together to promote economic growth in both our countries for both our peoples. Brazil is one of our key partners in the Western Hemisphere and we look forward to working together to promote hemispheric security and prosperity.

Sendo as duas maiores democracias e economias do hemisfério, os Estados Unidos e o Brasil são parceiros naturais e estamos focados no future. Há um mês, o presidente Trump teve uma longa e produtiva ligação telefônica com o presidente Temer e discutiram meios para fortalecer mais nossa relação bilateral, inclusive trabalhando em conjunto para promover crescimento econômico em ambos os países para ambas as populações. O Brasil é um de nossos parceiros-chave e esperamos trabalhar juntos para promover a segurança e a prosperidade no hemisfério.


AM Assuntos Militares - Em termo Militares o que os EUA tem (Fornecimento de material militares tem previsto e especifico na áreas (terrestre, naval e aéreo) para o Brasil

Embaixador P. Michael McKinley: We seek to broaden and deepen our defense partnership with Brazil. A top priority in this area is encouraging cooperation between our defense industries. Last September, we launched the Brazil-U.S. Defense Industry Dialogue (DID) - convening leaders of important Brazilian and U.S. defense firms together with political leadership and technical experts from both governments and militaries, to discuss partnership opportunities. And, earlier this month, I led a high-level delegation of U.S. officials from the Departments of Defense, State, and Commerce to LAAD in Rio.

In March, we finalized the Master Information Exchange Agreement (MIEA) between the Brazilian Ministry of Defense and U.S. Department of Defense. The agreement will allow us to expand our research and development collaboration, opening up the possibility for development of new and innovative defense technologies and products that will hopefully create growth and jobs in both countries while giving our militaries state-of-the-art capabilities.

Buscamos expandir e aprofundar nossa parceria de defesa com o Brasil. A principal prioridade nesta área é estimular a cooperação entre nossas indústrias de defesa. Em setembro passado, iniciamos o Diálogo da Indústria de Defesa Brasil-Estados Unidos (DID) – convocando líderes de importantes empresas de defesa do Brasil e dos Estados Unidos, lideranças políticas e especialistas técnicos de ambos os governos e forças militares para discutir oportunidades de parceria. E, no começo deste mês, liderei uma delegação de alto nível composta por oficiais americanos do Departamento de Defesa, Estado e Comércio para a LAAD no Rio.

Em março, finalizamos o Acordo Mestre de Troca de Informações (MIEA) entre o Ministério de Defesa do Brasil e o Departamento de Defesa dos Estados Unidos. O acordo nos permitirá expandir nossa colaboração em pesquisa e desenvolvimento, abrindo possibilidades de desenvolvimento de novas e inovadoras tecnologias de defesa e produtos que irão gerar crescimento e empregos em ambos os países, enquanto oferecerá aos nossos militares capacidades de ponta.


AM Assuntos Militares - Uma última pergunta, o Brasil é um parceiro estratégico para os EUA

Embaixador P. Michael McKinley: Brazil is a trusted and respected partner. Both our nations have a strong interest in hemispheric and global security. Brazil for its part is recognized for its expertise in many aspects of defense, including leading the way in jungle military combat training and tropical medicine. It also has extensive experience in UN Peacekeeping Operations in Haiti and other countries. When it comes to professionalism in Peacekeeping Operations and peacekeeper training, Brazil sets a high standard.

O Brasil é um parceiro de confiança e de respeito. Nossas nações têm um interesse forte na segurança global e hemisférica. O Brasil é reconhecido por sua competência em muitos aspectos de defesa, inclusive está à frente no treinamento de combate militar em selva e medicina tropical. Também possui extensa experiência em Operações de Paz da ONU como no Haiti e em outros países. O seu profissionalismo em relação às Missões de Paz e treinamentos para pacificadores, o Brasil estabelece um alto padrão.


Gostaríamos de agradecer

Consulado Geral dos Estados Unidos da América - Rio de Janeiro
Sr. David Fogelson - Embaixada dos EUA Brasília.
Sr. Raphael V. R. Lima - Consulado Geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]