Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Aviões são o segundo item na pauta exportadora do Brasil para os EUA de janeiro a maio



Ana Cristina

Da Redação

Brasília – Ao contrário da China, que concentra as importações do Brasil em produtos básicos de menor valor agregado, os Estados Unidos são hoje um dos principais mercados para os produtos industrializados brasileiros e em especial para os aviões fabricados pela Embraer. De janeiro a maio, 55,6% de um total de US$ 10,584 bilhões exportados para os Estados Unidos envolveram o embarque de manufaturados.

As aeronaves, com uma receita de US$ 943 milhões, responderam por 8,9% das vendas totais aos americanos no período. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

Em relação a poucos países o Brasil tem um intercâmbio comercial tão fortemente marcado por uma participação efetiva das categorias de produtos por valor agregado. Com uma alta de 83,9% em comparação com os cinco primeiros meses de 2016, as vendas dos produtos primários totalizaram US$ 1,89 bilhão, com uma participação de 17,9% no volume exportado. Em relação aos semimanufaturados, a receita atingiu a cifra de US$ 1,97 bilhão, com alta de 39,6% e participação de 18,6% nas exportações para os americanos. Por outro lado, as vendas de bens industrializados somaram US$ 5,88 bilhões, com uma alta de 85% e participação de 55,6% nos embarques totai. Finalmente, as chamadas operações especiais geraram receita no montante de US$ 835 milhões, equivalentes a uma fatia de 7,89% do total exportado.

De janeiro a maio, o petróleo foi o principal produto da pauta exportadora para os Estados Unidos. Em comparação com igual período de 2016, as vendas cresceram 258,5% para US$ 1,08 bilhão e responderam por 10% das vendas para a maior economia do planeta.

Outros produtos em destaque nas exportações foram os semimanufaturados de ferro ou aços (US$ 811 milhões e participação de 7,7%), café cru em grãos (US$ 376 milhões e 3,6% de participação) e celulose (US$ 333 milhões, correspondentes a 3,2% das vendas totais para os Estados Unidos no período).

Comex do Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]