Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Ministro visita Aramar e reforça o apoio da Defesa ao Programa Nuclear da Marinha



Iperó (SP), 13/07/2017 - O ministro da Defesa, Raul Jungmann, esteve na manhã desta quinta-feira (13), no Centro Industrial Nuclear de Aramar (CINA), em Iperó (SP), onde estão sendo implantadas as principais oficinas, usinas, laboratórios e protótipos desenvolvidos pelo Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP). Após uma breve palestra, o ministro fez uma visita guiada pelo Centro e falou sobre o orgulho que sente do trabalho que vem sendo desenvolvido pela Marinha.


“O primeiro sentimento é de profundo orgulho pelo trabalho desenvolvido pela Marinha do Brasil. O grande propósito aqui é o desenvolvimento de um reator nuclear para que nós possamos ter submarinos nucleares, mas, ao mesmo tempo, a tecnologia aqui desenvolvida serve para agricultura, para fabricação de fármacos, para medicina curativa e para levar energia para os lugares mais distantes do Brasil e das fronteiras”, comentou o ministro Raul Jungmann.


Um dos locais visitados pelo ministro foi o Laboratório de Geração de Energia Núcleo-Elétrica (LABGENE). No local está sendo construído um reator com 48 megawatts térmicos, energia suficiente para atender uma cidade de 20 mil habitantes. A tecnologia desenvolvida no Laboratório tem como foco a propulsão do submarino nuclear a ser construído pela Marinha. No futuro poderá ter uso dual e prover energia elétrica para os consumidores em geral.

Jungmann ressaltou a importância do Projeto Aramar e o fato de poucos países terem algo similar. “Esse é um projeto que coloca o Brasil na vanguarda da tecnologia, do domínio, do ciclo nuclear, do combustível e de tudo que diz respeito aos fins pacíficos para um país se desenvolver, crescer, e ao mesmo tempo poder ter muitos outros produtos derivados dessa tecnologia. É um projeto não só de defesa, mas para toda nação brasileira. Um projeto central para o desenvolvimento do Brasil”, completou.

PROGRAMA NUCLEAR

Criado em 1979, o Programa Nuclear da Marinha do Brasil (PNMB) visa a capacitação técnica para projetar, construir, operar e manter sistemas de propulsão com reatores do tipo Reator dea Água Pressurizada (PWR), e produzir o seu combustível para a propulsão naval. Está dividido em dois projetos: o Projeto da Propulsão Naval (PPN) e o Projeto do Ciclo do Combustível Nuclear (PCCN).

O Programa está sendo desenvolvido pelo Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP) em dois locais: na capital paulista (CTMSP- SEDE) e em Iperó, no Centro Industrial Nuclear de Aramar (CINA).

O CTMSP-SEDE está localizado dentro da Universidade de São Paulo (USP), onde trabalham servidores militares e civis que exercem atividades técnicas de engenharia, pesquisa e desenvolvimento, gerenciamento de projetos e atividades administrativas.

Aramar, a 120 km da capital paulista, abriga o Laboratório Radioecológico (LARE), responsável pelo controle dos efluentes liberados para o meio externo do CINA e pela monitoração de amostras ambientais ao redor do centro, e o Laboratório de Geração de Energia Núcleo-Elétrica (LABGENE), que será uma instalação experimental, em terra, de uma planta de propulsão nuclear.

Por Adriana Fortes

Ministério de Defesa

Um comentário:

  1. Existem pessoas que por nao ter capacidades física, mental e intelectual para estar na Marinha fazem comentarios desvairados.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]