Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Marinha do Brasil realiza evento “Um Dia de Fuzileiro Naval” para pessoas com autismo



Sábado, 5 de agosto, 105 crianças e adultos com autismo puderam vivenciar “Um Dia de Fuzileiro Naval”, no Centro de Instrução Almirante Sylvio de Camargo (CIASC), na Ilha do Governador – RJ. O evento social promovido pela Marinha do Brasil, em parceria com a Fundação Mundo Azul e o Grupo Compartilha, teve como propósito incentivar a inclusão de portadores de necessidades especiais, que experimentaram, de forma lúdica e supervisionada, um pouco da rotina de um fuzileiro naval.


Ao longo da manhã, crianças, adolescentes e adultos participaram de atividades esportivas, oficina de camuflagem, mostra de viaturas militares, exibição de cães, atividades artísticas, além de assistir a apresentação da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais e participar de um desfile com os militares músicos. Mãe do adolescente Guilherme, de 15 anos, Leila Laranjeira elogiou a organização do evento e ressaltou a importância de as Forças Armadas incentivarem a inclusão social de pessoas portadoras de necessidades especiais.

 
- A socialização para portadores de autismo é muito importante, pois, como há poucos eventos voltados para este público, eles acabam ficando muito dentro de casa. Hoje vi a alegria do meu filho por se sentir livre para brincar e participar de todas as atividades. A Marinha do Brasil está de parabéns por abrir uma oportunidade como essa –, elogiou.

De acordo com o Comandante do CIASC, Contra-Almirante (FN) Carlos Chagas, além de todos os trabalhos que as Forças Armadas realizam, existe a importância de abrir espaço para eventos que promovam a inclusão social.


- Há uma demanda muito grande de atividades para pessoas portadoras de necessidades especiais, tanto que as inscrições para esse evento foram encerradas em apenas 15 minutos. E é um evento que beneficia não só esse público, como nos ajuda a conhecer um pouco mais do autismo -, enfatizou.

Fundadora da Organização Mundo Azul, a profissional de Relações Públicas Denise Aragão ressaltou que o evento “Um Dia de Fuzileiro Naval” foi uma grande oportunidade de mostrar à sociedade as habilidades e particularidades das pessoas com autismo.

- As portas, de uma forma geral, são fechadas para pessoas com deficiência, então realizar eventos inclusivos é uma forma de mostrar que essas pessoas também possuem habilidades. E é trazendo elas para nosso cotidiano que conseguimos encontrar seu ponto forte -, salientou.

Marinha do Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]