Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Oficiais da Marinha Alemã realizam intercâmbio operacional no Esquadrão Orungan

Em seis anos de operação, o esquadrão realizou diversos exercícios e empregos com a aeronave P-3AM


O Esquadrão Orungan (1º/7° GAV), localizado em Salvador (BA), compartilhou técnicas e conhecimentos em ações de Patrulha Marítima, por meio da aeronave P-3, com oficiais da Marinha Alemã (Marinefliegergeschwader 3, Esquadrão “Graf Zeppelin”), que visitaram a unidade na última sexta-feira (27/10) e sábado (28/10). A aeronave é operada por ambos os países; diferença está na versão: o Brasil utiliza o P-3AM e a Alemanha, o P-3C.


Os tripulantes alemães puderam acompanhar a rotina de planejamento das missões no MT-TAT (Mission Trainner – Tactical Aircrew Trainner), ou seja, simulador de missão do sistema tático da aeronave P-3AM, e participaram de reuniões e palestras em que as diversas capacidades dos sensores embarcados nas aeronaves P-3AM e P-3C foram apresentadas.

“Esse intercâmbio operacional foi uma atividade importante para troca de informações e experiências visando ao aprimoramento da doutrina de emprego aeronave P-3”, afirmou o Chefe da Seção de Doutrina e primeiro piloto de patrulha da aeronave P-3AM, Capitão Aviador Marcello Sardinha dos Santos.

Os militares alemães também conheceram o funcionamento da estrutura logística de manutenção da Ala 14 e as atividades no MSC (Mission Support Center), local onde as missões são planejadas pelos tripulantes do Esquadrão Orungan.

Para o Tenente Aviador Diego Sabença de Barros, a troca de experiências foi um contato enriquecedor. “Apesar de ter iniciado a operação com o P-3C apenas em 2005, a Alemanha é um país de notória tradição bélica e atualmente participa de diversas operações como membro da OTAN. Devido a isso, as informações operacionais e logísticas obtidas serão, sem dúvida, de grande valia para aprimorar nossa capacidade de emprego, bem como maneiras de maximizar a eficiência da operação”, disse.

Em seis anos de operação, o Esquadrão Orungan realizou diversos exercícios e empregos com a aeronave P-3AM em Ações de Guerra Antissubmarino, Busca e Salvamento, Reconhecimento Aéreo e Patrulha Marítima nos 22 milhões de quilômetros quadrados nos quais a FAB tem o compromisso de controlar, defender e integrar. Também realizou missões no exterior, por meio de intercâmbio e exercícios conjuntos com a OTAN, a exemplo da Operação Joint Warrior, ocorrida na Escócia em 2013; a BRAPOR, ocorrida em Portugal em 2013 e a Operação Fraterno, ocorrida na Argentina em 2014.

Fonte: Ala 14, por Capitão Falcão

Edição: Agência Força Aérea 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]