Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Centro de Operações Rio (COR) usa tecnologia para monitorar a cidade em tempo real


Sala principal do Centro de Operações da Prefeitura do Rio

Tecnologia de ponta e cruzamentos de informações para tomar decisões em momentos de crise e organizar eventos.


A tecnologia é a mais forte aliada de um dos cenários mais bonitos do País, a cidade do Rio de Janeiro, para proteger e garantir um dia a dia mais tranquilo, seguro e inteligente aos cidadãos e visitantes. A ideia é melhorar a gestão e o planejamento estratégico da metrópole. Esta é aposta da prefeitura do Rio de Janeiro com a construção do Centro de Operações Rio, localizado no bairro Cidade Nova.


O Centro de Operações Rio (COR) é uma espécie de quartel-general das equipes operacionais da prefeitura. Há seis anos, o centro integra cerca de 30 órgãos municipais e estaduais, concessionárias de serviços públicos e outros parceiros. Durante 24 horas por dia, sete dias por semana, o funcionamento da cidade é monitorado com o objetivo de antecipar problemas e suas soluções, minimizar o impacto de ocorrências e acompanhar a realização de grandes eventos. Em casos de emergências, como chuvas fortes, deslizamentos e graves acidentes de trânsito, o COR atua junto aos setores responsáveis para agilizar as medidas necessárias e preservar vidas.




Câmera mostra imagens do Rio em tempo real
O monitoramento da cidade é feito a partir de imagens de câmeras e da análise de dados recebidos em tempo real de diversos sensores tecnológicos posicionados em todas as regiões do município. Atualmente, o COR recebe as imagens de cerca de 1500 câmeras, sendo 815 câmeras próprias da Prefeitura do Rio e as demais de parceiros como as concessionárias e a Secretaria Estadual de Segurança. Os dados de vários sistemas do município são interconectados no Geoportal, software de gestão operacional do COR, que concentra 150 camadas de informação georreferenciadas. Os dados podem ser visualizados e monitorados em um telão de 65 metros quadrados, composto por 104 monitores, localizado na Sala de Controle do Centro de Operações.


AMPLIAÇÃO DOS SERVIÇOS EM 2017, COM INICIATIVAS DE APOIO À SEGURANÇA PÚBLICA


Câmera mostra imagens do Rio em tempo real
Além de atuar na integração de equipes operacionais da cidade na rotina, em situações de emergência e nos grandes eventos, o COR está expandindo sua atuação para as áreas de ordenamento e segurança pública. As novas atividades estão sendo realizadas de forma integrada com o Centro Integrado de Comando e Controle (centro operacional das Forças de Segurança estaduais) e envolve ações de inteligência e integração operacional.

Um dos novos projetos é o Núcleo de Videopatrulhamento da Guarda Municipal (GM-Rio), que funciona no Centro de Operações Rio. As equipes compostas por 12 guardas municipais, operam 24 horas por dia, acompanhanhando imagens geradas por câmeras da prefeitura, e usando metodologia própria de videopatrulhamento para identificar prática de delitos. Quando isso ocorre, equipes da GM-Rio ou das forças policiais são acionadas para deter os infratores e atender a vítima. As imagens dos flagrantes destas ações delituosas são enviadas à delegacia, onde são utilizadas como prova do crime.

O projeto-piloto de videopatrulhamento está em operação na orla do Leme, Copacabana e em um trecho de Ipanema. A experiência, mesmo em teste, já possibilitou a apreensão de jovens infratores e prisões em flagrante. Sua expansão para toda a orla da cidade está em estudo, assim como para outras regiões da cidade. Uma delas é Santa Teresa: a partir de uma parceria com os empresários de gastronomia e hotelaria – intermediada pela Secretaria Municipal de Desenvoplvimento, Emprego e Inovação – está sendo desenvolvido projeto para a instalação de câmeras no bairro, que serão integradas ao núcleo.

COMUNICAÇÃO COM A POPULAÇÃO E A IMPRENSA

O COR gerencia uma agência de informações sobre as operações da cidade que é atualizada 24 horas por dia, nas redes sociais (principalmente, o Twitter e o Facebook) e no website do centro operacional. O objetivo principal informar aos cidadãos sobre as operações da cidade e seus problemas, além de mobilizar a população em situações emergenciais, com orientações de segurança. Informações sobre o município, como previsão meteorológica, situação de tráfego e transportes, intervenções previstas e seus impactos, são comunicadas para aproximadamente 800.000 perfis nas redes sociais. Em situações de emergência, com o uso dos mecanismos de compartilhamento de conteúdo na internet, as mensagens do COR podem chegar a mais de 3 milhões de perfis em redes sociais, impulsionados pelas transmissões de vídeos ao vivo pela internet, produzidas de dentro da Sala de Controle do COR.

As principais empresas jornalísticas da cidade possuem assento dentro do COR, na Sala de Imprensa. A partir deste ambiente de trabalho, os jornalistas tem acesso aos recursos de monitoramento da cidade e às informações comunicadas pelo COR, para que possam retransmiti-las em seus noticiários em rádios, TVs, websites e impressos. Somando as audiências dos meios de comunicação conectados ao COR, com os perfis que acompanham as informações publicadas nas redes sociais do centro operacional do Rio, a Prefeitura do Rio ganha amplia sua capacidade de mobilização dos cidadãos durante situações de emergência e outros problemas que impactam na operação da cidade.

METEOROLOGIA E DEFESA CIVIL

O COR recebe os dados do radar meteorológico adquirido pela prefeitura em 2010 e instalado no Morro do Sumaré. Com um raio de alcance de até 140 quilômetros, o equipamento auxilia no monitoramento das chuvas em tempo real, possibilitando a visualização dos núcleos de chuva, sua intensidade e deslocamento no momento em que atuam.

Para analisar estes dados e monitorar as condições do tempo continuamente, a equipe de meteorologistas e técnicos do Sistema Alerta Rio atua 24 horas por dia diretamente dentro do Centro de Operações Rio. Em caso de ocorrência de chuvas que possam impactar a vida do cidadão carioca, o COR envia comunicados para os órgãos da prefeitura e para a população, com base nos relatórios de monitoramento destes meteorologistas.

Além disso, equipes da Defesa Civil atuam no COR 24 horas por dia, realizando trabalhos de rotinas, como as vistorias regulares, atendendo demandas da população e monitorando a situação da cidade nos dias de chuva. Do COR, estes profissionais acionam as sirenes do Sistema de Alerta e Alarme do município, para alertar residentes de áreas com alto risco de deslizamento.

TECNOLOGIA E PARCERIAS

Uma das principais ferramentas de monitoramento da cidade é o Geoportal, software de gestão operacional do COR. Com mais de 150 camadas de informação georreferenciadas, o Geoportal permite uma visão integrada dos dados fornecidos pelos principais órgãos envolvidos na rotina do município. Com o software gera um mapa inteligente, onde o COR acompanha e agrega informações sobre transporte, trânsito, meteorologia, índices pluviométricos, localização de escolas e hospitais, e ocorrências que podem impactar na rotina do cidadão.

Outra ferramenta de gestão da cidade é o ZupRio - aplicativo para dispositivos móveis, desenvolvido em parceria com o Instituto TIM. É utilizado por técnicos e agentes de campo para registro e atendimento de atividades operacionais, durante operações especiais. Pelo celular, os agentes podem passar informações georreferenciadas direto para o Centro de Operações, que gera, em tempo real, dados e estatísticas sobre a ação em curso.

Além das ferramentas de gestão, o COR desenvolveu parceiras com instituições internacionais:

WAZE - A parceria permite ao COR receber as informações dos usuários do aplicativo de trânsito mais usado no mundo. Os alertas sobre acidentes e condições de trânsito reportados pela comunidade Waze possibilitam o acionamento de equipes para a atuação direta na solução de problemas. Por mês, o Geoportal recebe mais de 1,5 milhão de reportes dos usuários. Esse compartilhamento de dados começou há quatro anos, durante os preparativos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em 2013. Em contra-partida, todos os fechamentos de vias programados pela CET-Rio (a Companhia de Engenharia e Tráfego da prefeitura) são publicados no app e as rotas calculadas para os usuários do Waze, já levam em conta tais restrições de trânsito. O COR também utiliza o aplicativo para comunicar aos motoristas sobre ocorrências graves de trânsito e outros problemas que impactem a mobilidade da cidade.

TWITTER – Desde dezembro de 2013, a conta @operacoesrio dispõe do “Twitter Alert”, funcionalidade que permite enviar mensagens de alerta, via SMS, para equipamentos móveis de seguidores cadastrados. O post especial é usado em comunicações de emergência. Com as informações, os seguidores podem se prevenir e adotar medidas necessárias para evitar as situações relatadas. O COR foi o primeiro órgão público da América Latina a receber o recurso, antes disponível apenas nos Estados Unidos, Japão, Coreia e Reino Unido.

RECONHECIMENTO INTERNACIONAL E PREMIAÇÕES

2016 – BID – O Banco Interamericano de Desenvolvimento abriu um segmento de financiamentos de projetos para smart cities. Para conceder estes financiamentos na América Latina, o banco utiliza dez casos-referência de modelos para as cidades latino-americanas. O Centro de Operações Rio foi considerado como uma destas referências para projetos de cidades inteligentes na América Latina. Outras cidades consideradas como modelos são Chicago, Orlando, Tel Aviv e Medellin.

2015 - Latin América Geospatial Forum (México) - O COR ganhou pelo segundo ano consecutivo o prêmio “Latin American Geospatial”, na categoria ‘Parcerias Público-Privadas’, em reconhecimento à experiência inovadora da integração dos dados do aplicativo Waze com o Geoportal. As mensagens publicadas pelos usuários no app chegam diretamente à sala de controle, através do Geoportal. Esta é mais uma fonte de informação sobre ocorrências que acontecem na cidade.

2014 – Prêmio Guangzhou (China) - A Prefeitura recebeu o prêmio Guangzhou em reconhecimento aos projetos e práticas inovadoras no setor público para melhorar o ambiente sócio-econômico em cidades e regiões, promover a sustentabilidade e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida de seus cidadãos. O projeto apresentado pela cidade do Rio de Janeiro foi o Centro de Operações Rio (COR), como sistema de integração de dados e monitoramento de serviços públicos.

2014 - Latin América Geospatial Forum (México) – O COR ganhou o prêmio “Latin American Geospatial”, na categoria ‘Excelência em Planejamento Urbano’, em reconhecimento ao uso do software Geoportal para gestão operacional urbana. O programa foi desenvolvido por profissionais da Empresa Municipal de Informática (Iplan).

2014 – W10 – O COR é case-referência da W10, grupo das 10 cidades do mundo selecionadas pela empresa detentora do Waze, como as que melhor usam o app na gestão urbana. Mais tarde, o Waze transformou o W10 em CCP (Connected Citizens Program), reunindo mais de 100 cidades.

2013 – Smart City World Expo (Barcelona) - A cidade do Rio de Janeiro foi a vencedora do prêmio World Smart City 2013, concedido anualmente pelos organizadores do congresso Smart City Expo de Barcelona. O evento reuniu centenas de cidades, empresas privadas, gestores públicos e especialistas para debater soluções para tornar melhor a vida nas metrópoles. Para se consagrar como a primeira cidade latino-americana a conquistar a premiação, o Rio superou mais de 200 candidaturas, oriundas de 35 países diferentes. As demais finalistas foram Buenos Aires; Berlim; Taiwan, na China; Copenhague; e Sabadell, na Espanha. A candidatura do Rio no evento teve como base o projeto do COR e o 1746 (central de atendimento da prefeitura).

2012 – Prêmio Mobilidade Urbana – A Fetranspor concedeu premiação à gestão das redes sociais do COR, dentro do Prêmio Mobilidade Urbana, realizado pela instituição desde 2009. O Centro de Operações venceu na categoria ‘Educação e Cultura’. Esse reconhecimento se deu pelo projeto de comunicação direta proposto pelo COR na internet, que otimiza a mobilidade da população, avisa com antecedência a possibilidade de condições adversas de tempo, além de estimular uma cultura de gestão inteligente na cidade.

2012 – Twitter – O COR foi um dos finalistas do Shorty Awards, prêmio mundial organizado anualmente pelo Twitter para os melhores perfis. O Twitter do Centro de Operações Rio foi considerado o sexto melhor perfil da rede social, na categoria Governo. O perfil da NASA no Twitter foi o vencedor da categoria em que o COR disputou.

O COR EM NÚMEROS

- 30 órgãos municipais, estaduais e concessionárias de serviços públicos integrados;

- 500 profissionais trabalhando em três turnos, 24 horas por dia;

- 1.200 câmeras geram imagens geradas para o COR;

- 800 mil seguidores nas redes sociais;

- 135 equipamentos na rede de pluviômetros (medidores de chuva);

- 140 quilômetros é o raio de alcance do radar meteorológico;

- 150 camadas de informação georreferenciadas em um único software.

- 104 monitores compõe um telão de 65 metros quadrados. São 100 monitores de 46 polegadas e quatro de 75 polegadas.


Nota do Editor: Agradecemos ao amigo Vinícius Domingues Cavalcante

Especialista em segurança que atua no Gabinete de Gestão Integrada Municipal, por mais uma ótima contribuição aos nossos leitores, e a Sra: Laura Machado Assessora de Comunicação - Centro de Operações Rio (COR)

Centro de Operações Rio (COR)

Twitter – https://twitter.com/operacoesrio
Facebook – https://www.facebook.com/operacoesrio/
Email - comunicacao@centrodeoperacoesrio.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]