Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sábado, 26 de maio de 2018

Colômbia entra para NATO/OTAN como primeiro 'parceiro global' latino-americano


Santos anuncia que Colômbia será parceiro global da Otan

País será o primeiro latino-americano a fazer parte da organização internacional de defesa. Presidente diz que entrada vai melhorar imagem da Colômbia, que também passará a fazer parte da OCDE.

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou nesta sexta-feira (25/05) que seu país ingressará na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) como "parceiro global", se tornando o primeiro representante da América Latina no bloco.

O presidente formalizará o ingresso do país na Otan em Bruxelas, no próximo dia 31 de maio, quando também se reunirá com o secretário-geral da organização, Jens Stoltenberg.

"É muito importante o ingresso da Colômbia na Otan na categoria de parceiro global. Seremos o único país da América Latina com esse privilégio", disse Santos em declaração na Casa de Nariño, sede do Governo.

"Ser parte da Otan melhora a imagem da Colômbia e nos permite ter muito mais presença no cenário internacional", acrescentou o presidente sobre a organização, da qual fazem parte potências internacionais como Alemanha, França e Estados Unidos.

A Otan constitui um sistema de defesa coletiva no qual os Estados-membros concordam em defender-se mutuamente caso sejam atacados por um país de fora do bloco. Entre os objetivos da organização estão os de salvaguardar a liberdade e a estabilidade e preservar a paz e a segurança nas nações que dela fazem parte.

Também nesta sexta-feira, os países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) aprovaram a entrada da Colômbia no organismo, ao final de um processo de adesão iniciado há mais de sete anos.

"Ser membros da OCDE nos permitirá fazer as coisas melhores, ao nos indicarem o que deu errado e o que funcionou em outros países. Em resumo, nos permitirá melhorar as nossas políticas públicas", afirmou Santos.

Um porta-voz do organismo em Paris disse à agência de notícias Efe que a adesão será efetiva assim que a Colômbia cumprir com uma série de passos internos, em particular a ratificação pelo Parlamento da convenção da OCDE.

A organização, formada por mais de 30 países, tem como objetivo compartilhar experiências para solucionar problemas e promover a melhor maneira de se alcançar o bem-estar econômico e social. Dois outros países latino-americanos fazem parte do seleto grupo: Chile e México.

Deutsche Welle

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]