Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

6 de dezembro de 2023

Militares da Marinha coíbem crimes ambientais e transfronteiriços na região Norte

Entre 23 de novembro e 2 de dezembro, militares da Marinha do Brasil (MB) intensificaram ações preventivas e repressivas contra infrações ambientais e transfronteiriças na região Norte do País.
 

No Pará, a Operação “Ágata Norte – 4º Trimestre” aplicou mais de R$ 1,6 milhão em multas e sanções administrativas a embarcações irregulares, além de apreender 90m3 de madeira, 400 botijões de GLP, 4.200 litros de óleo diesel e 2.000 litros de gasolina, 20 tanques de armazenamento de combustível e um veleiro de origem holandesa, com tripulantes em situação ilegal no Brasil.
 

A Força Naval empregou o Aviso-Auxiliar “Breves”, a Lancha de Operações Ribeirinhas Blindada “Façanha” e uma Lancha de Ação Rápida do Grupo de Embarcações de Operações Ribeirinhas do Norte, que concentraram sua atuação no Arquipélago do Marajó e no Baixo Tocantins. A Operação, que integra o Programa de Proteção Integrada de Fronteiras, contou, ainda, com a participação de agentes da Receita Federal, da Polícia Federal, do Ibama e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará.

Já no litoral do Amapá, os militares confiscaram uma tonelada de pescado de embarcação sem licenciamento.
 

O Navio-Patrulha “Bracuí” participava da operação “Patrulha Naval Santana”, nas regiões costeiras do Pará e Amapá, em parceria com agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), quando identificou a embarcação pesqueira “Serafim” encontrava-se sem licenciamento para a atividade de pesca, em infração ao Regulamento da Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário. Durante a inspeção naval, também foi identificada ausência de materiais de salvatagem obrigatórios e excesso de lotação.
 

“A Marinha vem atuando em diversas Operações no Norte do País, a exemplo das patrulhas navais, que visam à fiscalização do cumprimento das nossas leis, e das Operações ‘Ágata’, do Ministério da Defesa, focadas no trabalho integrado com órgãos de segurança pública e de fiscalização, visando à proteção das nossas fronteiras”, explica o Comandante do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, Capitão de Mar e Guerra Ondiara Barbosa, para quem a presença constante da MB, somada à atuação interagências, têm apresentado resultados expressivos contra os crimes nas proximidades da Foz do Rio Amazonas.

Marinha do Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]