Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

terça-feira, 21 de maio de 2019

Força Nacional de Segurança Pública permanecerá por mais 180 dias nas fronteiras do país


Operação Fronteira Segura já realizou mais de 300 mil abordagens desde o início do ano

Brasília, 20/05/2019 - O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou por mais 180 dias a permanência da Força Nacional de Segurança Pública nas fronteiras do país. O prazo teve início nesta segunda-feira, dia 20, de acordo com a portaria nº 539, publicada no Diário Oficial da União. O efetivo de policiais continuará os trabalhos da operação Fronteira Segura nos estados do Acre, Amazonas, Amapá, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, apoiando a Polícia Federal nas atividades de prevenção e repressão de delitos.

Desde o início do ano, a Fronteira Segura realizou mais de 300 mil abordagens a pessoas, veículos, embarcações e edificações, efetuou 121 prisões em flagrante e apreendeu cerca de cinco toneladas de maconha, entre outras ações policiais. Desse total, o Paraná apresentou o maior número de ocorrências, com 93.559 abordagens e 62 prisões em flagrante. 99,49% da droga foram apreendidos no estado, mais especificamente na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu.

Segundo o diretor da Força Nacional, coronel Antonio Aginaldo de Oliveira, a parceria com a Polícia Federal já acontece há um ano.

“Nosso efetivo está distribuído em todos os postos e delegacias da Polícia Federal localizadas nas regiões de fronteira. Esse trabalho em conjunto tem sido um diferencial, com muitas apreensões e prisões, não permitindo que essa criminalidade seja disseminada no país. É um trabalho que continuaremos compondo com a Polícia Federal, pois tem dado resultados excelentes”, diz.

Ministério da Justiça e Segurança Pública

Um comentário:

  1. Tem que acabar com essa entidade criada pelo PT até a boina é vermelha.
    Tirar policial de um estado onde o contigente é fraco e, mandar para outro estado é tampar o sol com a peneira.
    O correto é cada estado realizar concurso publico para Policia Militar.Como ocorre agora com o chamamento 1.047 Policiais Federais, Bombeiro Miliar e Policia civil em segundo plano.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]