Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sexta-feira, 17 de julho de 2020

Fabricante do Su-57 anuncia modificações antes de iniciar produção do caça

Pasta da Defesa russa mandou substituir motor, aviônicos e sistemas aéreos da primeira aeronave de quinta geração do país.

O novo caça Su-57 deverá entrar em serviço apenas em 2024, mas já está passando por uma grande modernização. O Ministério da Defesa russo determinou novas especificações técnicas para o primeiro caça da quinta geração russo, da Sukhôi.

De acordo com o jornal “Izvêstia”, todas as modificações estariam ligadas com a necessidade de aumentar a capacidade de combate da aeronave.

O primeiro voo do protótipo está previsto para meados de 2022, e o primeiro modelo acabado deverá ser entregue à Força Aérea russa até o final de 2024.

O que será modernizado

Ainda segundo a fonte do “Izvêstia”, a primeira exigência da pasta da Defesa russa foi desenvolver um motor mais potente para o avião. A versão atual do Su-57 é equipada com um motor temporário do primeiro estágio AL-41F1; já o novo, terá maior relação empuxo-peso e permitirá alcançar velocidades supersônicas sem o uso de pós-combustor. Além disso, o sistema de ignição por plasma irá melhorar a combustão.

Os cientistas russos já desenvolveram dezenas de protótipos de novos motores de quinta geração, chamados de Izdélie 30, que estão passando por testes nas fábricas.

As primeiras fotos da decolagem do Su-57 com um motor experimental foram divulgadas em março. Os especialistas explicam que a forma dos motores com vetor de impulso controlado permitirá reduzir a visibilidade dos caças nos radares.

Lançamento da década

De acordo com o vice-ministro da Defesa russo, Aleksêi Krivorutchko, a produção dos Su-57 com novos motores começará em meados da década de 2020. Antes disso, várias dezenas de aeronaves serão fabricados com os motores atuais AL-41F1.

Embora a versão final do chamado Super Sukhôi receba novos motores, aviônicos e sistema aéreos, o design do modelo não será alterado, garantiu o piloto de testes, Ígor Málikov, ao jornal “Izvêstia”.

Os desenvolvedores pretendem ainda substituir os atuadores hidráulicos de superfícies de controle por motores elétricos, o que também reduzirá a visibilidade do caça e aumentará a capacidade de sobrevivência em caso de danos.

Russia Beyond.
https://br.rbth.com/ciencia/84087-fabricante-su-57-modificacoes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]