Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

Embaixador dos Estados Unidos da América conhece o Complexo Naval de Itaguaí

O Complexo Naval de Itaguaí recebeu, no dia 24 de agosto, a visita do Embaixador dos Estados Unidos da América (EUA) no Brasil, Todd Crawford Chapman, acompanhado do Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, do Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, do Comandante em Chefe da Esquadra, Vice-Almirante Claudio Henrique Mello de Almeida, e respectivas comitivas. O objetivo do encontro foi apresentar à Representação norte-americana a concepção e as instalações do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB).


A comitiva dos EUA assistiu, inicialmente, a uma apresentação abordando a estrutura e as principais atividades do PROSUB. Na sequência, percorreu as instalações da oficina de montagem da Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM), onde conheceu a complexa montagem de estruturas, equipamentos e sistemas em diferentes estágios de instalação no interior das seções do “Tonelero” e do “Angostura”, respectivamente, terceiro e quarto submarinos na linha de produção do PROSUB. Na Área Sul, o Embaixador visitou o “Main Hall” do Estaleiro de Construção (ESC), onde o “Humaitá” (S-BR2) recebe equipamentos e sistemas para prontificá-lo para o lançamento ao mar, em dezembro de 2020. No cais 12, esteve a bordo do “Riachuelo”, primeiro submarino da Classe, em preparação para a continuidade das provas de mar. No Departamento de Treinadores e Simuladores, a comitiva foi apresentada à tecnologia no estado da arte do treinador de imersão e do simulador de ataque, responsáveis pelo adestramento e qualificação das tripulações dos S-BR. A visita foi encerrada nas instalações da Base de Submarinos da Ilha da Madeira.


O PROSUB é o maior programa de capacitação industrial e tecnológica na história da indústria da defesa brasileira. O Programa não apenas tem fortalecido a Base Industrial de Defesa com tecnologias de ponta, como também vem ampliando, entre seus objetivos mais amplos, o portfólio de nacionalização dos produtos e sistemas adquiridos para aplicação em todas as suas fases, desde a inauguração da UFEM até a construção e manutenção do primeiro submarino convencional com propulsão nuclear (SN-BR), contribuindo para a geração de empregos e para o desenvolvimento econômico do País.

Marinha do Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]