Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Esquadrão Orungan assume operações com ARP IAI Heron I anteriormente empregadas pela Polícia Federal

Dois veículos aéreos não tripulados (vants), comprados em 2009 pela Polícia Federal (PF) por R$ 27,9 milhões, foram cedidos para a Força Aérea Brasileira (FAB). O ato que repassa o uso dos equipamentos para a Aeronáutica foi publicado no Diário Oficial da União na última terça-feira e ocorreu após a PF gastar R$ 150 milhões com o projeto. Esse custo envolve, além da manutenção dos aparelhos, o treinamento de equipes especializadas, que inclusive viajaram para o exterior a fim de aprender a manusear o equipamento.

Os IAI Heron I passam a ser designados na Força Aérea Brasileira (FAB) como RQ-1150 e serão operados pelo 1º/7º GAV (Esquadrão Orungan), sediado na Ala 12, em Santa Cruz (RJ).

O (ARP) IAI Heron I é um UAV de Média Altitude e de Longo Alcance (MALE), capaz de voar mais de 40 horas, a altitudes de até 30.000 pés. O peso máximo de decolagem do ARP é de 1.270kg, o que lhe permite transportar 250kg de várias cargas simultaneamente para realizar uma variedade de missões. Além disso, o link de comunicação na banda “C” do RQ-1150 permite atingir um raio de 250km (linha de visada).

Se incluir um canal de comunicação via satélite de banda larga (KU), permite operar a distâncias superiores a 1.000 km de sua base, com sua estação de comando e controle (AGCS) localizada em qualquer ponto estratégico do País – Essa capacidade agrega alto valor estratégico, especialmente para países com grande extensão territorial como o Brasil.

Israel Aerospace Industries Ltda:

A IAI Ltd. é a maior empresa aeroespacial e de defesa de Israel e líder mundial em tecnologia e inovação, especializada no desenvolvimento e fabricação de sistemas avançados e modernos de segurança aérea, espacial, marítima, terrestre, cibernética e nacional. Desde 1953, a empresa fornece soluções de tecnologia avançada para clientes governamentais e comerciais em todo o mundo, incluindo: satélites, mísseis, sistemas de armas e munições, sistemas não tripulados e robóticos, radares, C4ISR e muito mais. A IAI também projeta e fabrica jatos de negócios e estruturas aero, realiza revisões e manutenção em aviões comerciais e converte aeronaves de passageiros em configurações de reabastecimento e carga.

2 comentários:

  1. Esse nosso País é todo doido.
    Para que o baseamento no Rio de Janeiro, bem como para que a sua utilização aqui ?
    Mais propriamente deveria ser enviado para a ALA 8, sediada em Manaus, aonde teria maior serventia visto a situação geral da Amazônia, bem como todas fronteiras. Ali sim seria bom para o patrulhamento de toda a área norte do País. Uma região de muito conflito quer dentro ou fora do País.
    Essa é minha opinião, enquanto no Rio de Janeiro iriam fazer o que. Vistoriar as favelas ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo plenamente, a necessidade de Manaus por UAV é bem maior, a gravidade e tipo de problema requer exatamente esse tipo de aparelho, sem falar que se caso algum dia acontecer algo com o brasil (difícil mas não impossível), é pelas redondezas que começaria o problema, a escala aumenta de repente, e UAVs poderiam antecipar as manobras.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]