Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Primeiro P-3AM Orion submetido a Inspeção Nível Parque Programada retorna ao 1º/7º Grupo de Aviação.



No dia 24 de julho, o Parque de Material Aeronáutico do Galeão (PAMA-GL) entregou ao 1º/7º GAv (Esquadrão “Orungan”) a primeira aeronave P-3AM Orion a ter sido submetida, naquela OM, a uma completa verificação da integridade estrutural da célula e integridade funcional dos sistemas. Esse tipo de trabalho, cujo nome em inglês é Phased Depot Maintenance (PDM) foi feito no P-3AM FAB 7207 ao longo de dois anos e meio, tendo sido planejada de acordo com os procedimentos normatizados em publicações técnicas, objetivando entregar o avião de volta ao Esquadrão Orungan em plenas condições de realizar de forma bem sucedida as atividades de Guerra Eletrônica e de Patrulha Marítima e Antissubmarino.

O P-3AM Orion FAB 7207 foi recebido no Brasil (28/02/2013) depois de processo de modernização na fábrica EADS-CASA (GAC-CASA) em Sevilha, Espanha

Para se capacitar na execução desses tipos de missão, o PAMA-GL teve que, previamente, investir na capacitação técnica de 61 militares, que realizaram o curso de Mecânica Geral específico desse modelo de aeronave, além de estruturar uma Linha de Revisão em suas instalações.


Referindo-se ao fato do PAMA-GL ter realizado com sucesso, pela primeira vez na FAB, uma inspeção PDM em aeronave P-3AM, o Diretor da OM, Brigadeiro Engenheiro Alexandre Arthur Massena Javoski, disse: “A atuação integrada entre a Diretoria de Material Aeronáutico e Bélico (DIRMAB), o Grupo Logístico 12 e o 1°/7° GAV, permitiu ao PAMA-GL entregar ao Esquadrão Orungan o P-3AM após a primeira inspeção realizada pela FAB. Sem essa sinergia, não seria possível superar mais esse desafio”

O P-3AM Orion é uma aeronave equipada com uma grande gama de sensores especiais, que viabilizarão a execução de diversas missões, por exemplo, de busca e resgate, como ocorreu no ano passado, com o emprego de aeronaves E-99 na localização de destroços do voo 447 no meio do Oceano Atlântico, dentro da área de responsabilidade brasileira de 6.400.000 km².

A aquisição desse modelo de aeronave e de sua modernização representa importante mudança no padrão operacional da FAB, colocando a instituição na primeira linha de equipamentos de Patrulha Marítima. Para se ter uma ideia das vantagens operacionais, o novo avião possui autonomia de 16 horas de voo, mesmo à baixa altura, o que permite se manter em uma área de operação por muitas horas, mesmo que afastada do litoral.

Sua variada gama de sensores não permite a passagem desapercebida de navios e submarinos por onde estiver voando e, se for necessário, poderá dispor de diversos tipos de armamentos como mísseis, torpedos, bombas e boias radiossônicas para negar o uso do mar à embarcações hostis.

PAMA-GL - Parque de Material Aeronáutico do Galeão

O PAMA-GL Parque de Material Aeronáutico do Galeão, RJ, assegura a disponibilidade de uma enorme frota de aeronaves da FAB, cujo programa de trabalho consta de: revisões periódicas de grande porte (IRAN - Inspection And Repair As Necessary), fabricação e recuperação de componentes. Apoia, ainda, as unidades operadoras, através de um suprimento constante de material e serviços técnicos, sendo responsável, atualmente, por diversos tipos diferentes de aeronaves.

Ricardo Pereira - Jornalista e Fotógrafo
Alexandre Alves - Repórter Fotográfico
Site Assuntos Militares

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]