Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

domingo, 11 de outubro de 2020

CABAS 2020: Militares concluem o Curso de Adaptação Básica ao Ambiente de Selva em Manaus

O Curso de Adaptação Básica ao Ambiente de Selva (CABAS) 2020 foi encerrado com cerimônia militar ocorrida em Manaus (AM), no dia 8 de outubro, presidida pelo Comandante da Ala 8, Brigadeiro do Ar Luiz Guilherme da Silva Magarão. O CABAS tem por objetivo adestrar as tripulações do Sétimo Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (7°/8° GAV) - Esquadrão Harpia, as demais Unidades subordinadas à Ala 8 e, por ordem do Comando de Preparo (COMPREP), outros militares e civis, que operem em ambiente de selva, ambientando-os e capacitando-os a aplicar técnicas de sobrevivência, especialmente na Região Amazônica.

Como objetivo secundário, o treinamento se propõe a exercitar o equilíbrio emocional e os atributos de liderança frente à situação de sobrevivência na selva. No total, concluíram o curso 22 militares pertencentes à Guarnição Aeronáutica de Manaus (GUARNAE-MN), à Ala 6 - sediada em Porto Velho (RO) - e à Academia da Força Aérea (AFA), localizada em Pirassununga (SP). Durante a cerimônia, foi realizada homenagem ao Tenente de Infantaria João Victor de Holanda Maciel, que foi o aluno destaque, e ao Suboficial Músico Nilton César Oliveira de Oliveira, eleito instrutor padrão do curso.

O curso teve duração de 15 dias e foi composto por diversos conteúdos desenvolvidos tanto nas instalações do 7º/8º GAV, em sua fase inicial, quanto em ambiente de selva. Durante o treinamento, os alunos aprenderam sobre sobrevivência isolada, primeiros socorros, fauna e flora da região, obtenção de água e fogo, orientação diurna e noturna, construção de abrigos, entre outros. Para o pleno desenvolvimento dessas instruções, o CABAS contou com o apoio de diversas instituições, como Polícia Federal, 1° Batalhão de Operações Ribeirinhas, Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS), Fundação de Medicina Tropical do Amazonas e, também, Unidades da GUARNAE-MN.

Experiência

O Tenente Aviador Gustavo Pereira Freitas, um dos concludentes do curso, ressaltou a importância da utilização dos conhecimentos adquiridos. “A sobrevivência decorrente de uma ocorrência só será certa quando se alinharem o conhecimento, a vontade e o preparo dos envolvidos. A importância desse curso recai, principalmente, nas particularidades da Região Amazônica, e elucidando, na prática, as dificuldades de uma sobrevivência em ambiente de selva", enfatizou.

O Comandante do Esquadrão Harpia, Tenente Coronel Aviador Leonardo Ell Pereira, externou os desafios enfrentados e sua satisfação pela conclusão do curso. “Realizar o CABAS 2020, em meio à situação de pandemia da COVID-19, foi um desafio que superamos com o planejamento e profissionalismo de todos os envolvidos. O Esquadrão Harpia sente-se honrado de entregar para a Força Aérea mais 22 militares com os conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias para o cumprimento de sua missão na Amazônia, com elevado grau de operacionalidade e segurança”, destacou.

Agência Força Aérea

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]