Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Índia adquire mais aeronaves de combate russas

O Ministério da Defesa da ìndia confirmou a intenção de adquirir 33 aeronaves de combate russas, sendo 21 MiG-29 e 12 Su-30MKI (Foto: UAC), devendo a encomenda — que pode exceder US$1 bilhão — ser enviada à Rosoboronexport em breve. É interessante mencionar que as aeronaves poderiam ser entregues “off the shelf”, já que estão armazenadas pelo Ministério da Defesa da Rússia. Segundo informações, os MiG-29 deverão ser modernizados para o padrão UPG, enquanto os Su-30 deverão ser convertidos para o padrão MKI nas instalações da Hal em Hyderabad. Caso se confirme o acordo, isso significará uma importante mudança na política indiana de aquisição de material de defesa: em anos recentes, a Índia saiu do programa da aeronave de 5ª. Geração baseada no projeto russo Su-57 e, além disso, o MiG-35 foi retirado da licitação do MRCA. Na ocasião, Nova Dehli assinou a compra de 36 caças Rafale, a um custo unitário de €218 milhões; o contrato deve ser cumprido até o final de 2023, mas até o momento apenas quatro aeronaves foram entregues. Além das aeronaves, a Índia esperava receber de Paris a mais recente tecnologia aeroespacial, para impulsionar o programa “Make In India”, mas há uma semana os indianos tiveram uma amarga surpresa, quando a França anunciou que a transferência de tecnologia somente aconteceria caso a Índia adquirisse pelo menos 100 Rafale. Tudo isso acontece num período de grande tensão nas relações com a China. A frota aérea chinesa supera a da Índia em número e em qualidade, incluindo aeronaves de 5ª. Geração. Assim, a decisão do governo da Índia parece lógica, e pode se esperar em futuro próximo mais novidades na continuação dessa saga (Fonte: Laguk Media)

Revista Segurança & Defesa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]