Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

segunda-feira, 14 de junho de 2021

CIO Iveco-Oto Melara: a história por trás dos melhores blindados do mundo

Há mais de 40 anos, as italianas Iveco Defense Vehicles e a Leonardo uniram sua expertise para revolucionar o mercado de veículos blindados sobre rodas e lagartas. Conheça sua história e tecnologias.

Há mais de 40 anos, as italianas Leonardo - companhia que está entre as dez maiores empresas do segmento aeroespacial e de defesa do mundo - e a Iveco Defence Vehicles - empresa do Grupo CNH Industrial, líder no desenvolvimento de veículos blindados sobre rodas -, se uniram para desenvolver os veículos blindados sobre rodas e lagartas das Forças Armadas italianas. Desta combinação de expertise entre as duas companhias surgiu o Consórcio Iveco-Oto Melara, também denominado CIO, referência no desenvolvimento de blindados sobre rodas e lagartas desde 1985.

Desde então, o CIO tem desenvolvido uma ampla linha de veículos blindados sobre rodas e lagartas que exercem papel essencial na manutenção da paz e segurança de territórios ao redor do mundo. Do Veículo Blindado de Transporte de Pessoal (Armoured Personnel Carrier) ao Carro de Combate Principal, hoje o Consórcio tem a autoridade de design de todos os veículos produzidos: do MBT ARIETE ao veículo blindado CENTAURO, do AIFV DARDO ao VBL PUMA, e os dois principais produtos: o AIFV FRECCIA e o veículo blindado CENTAURO II .


CIO - Uma história de união entre duas gigantes da indústria italiana

Os Carros de Combate na Itália nasceram da colaboração entre a Fiat e a Oto Melara, duas empresas que hoje conhecemos respectivamente como Iveco Defence Vehicles e Leonardo. Os contatos entre as duas empresas iniciaram na década de 1930, quando vários Fiat 3000 foram equipados com um canhão de 37 mm da Oto Melara.

A parceria consolidou-se nas décadas de 1950 e 1660, quando - com o objetivo de modernizar o Exército italiano - iniciaram-se os programas de desenvolvimento dos veículos de transportes de tropas M-113, MBT M-60 e LEOPARD 1. No final da década de 1970, é realizada a primeira cooperação estreita entre a Iveco Fiat e a Oto Melara por meio do desenvolvimento do veículo blindado OTO MELARA FIAT 40, também conhecido como OF-40.

No setor de viaturas sobre rodas, essa cooperação levou ao desenvolvimento dos veículos blindados 6614 e 6616, sendo que o modelo 6616, em particular, combinou o casco do Iveco Fiat com a torre da Oto Melara.

O início dos programas CENTAURO, ARIETE, DARDO e PUMA remonta a 1985, ano da constituição do Consórcio.

Além de ter a autoridade no desenvolvimento de todos os veículos, o Consórcio hoje é responsável pelas vendas e comercialização em todos os países do mundo, enquanto as atividades de design, produção e pós-venda são realizadas por cada empresa sob a coordenação do CIO.

A Iveco Defence Vehicles é responsável pelos motores, caixas de câmbio, transmissões e todos os componentes "automotivos", bem como pelos cascos e a integração final em todos os veículos sobre rodas.

A Leonardo, por sua vez, cuida das torres e é responsável pelo armamento, sistemas de disparo e equipamentos C4. Também é responsável pelos cascos e sua integração final em todos os veículos sobre lagartas. Ambas as empresas alcançaram níveis de excelência no campo da proteção contra fogo direto e minas, além de I.E.D (da sigla em inglês para Artefato Explosivo Improvisado).

Completa Linha de Produtos

O precursor do 8x8 é o veículo blindado CENTAURO I, fornecido ao Exército Italiano em 400 unidades e em 84 unidades ao Exército Espanhol. Ele também foi amplamente testado pelo Exército dos EUA em 16 unidades.

O CENTAURO I é armado com um canhão padrão OTAN 105 mm, mas também está disponível com um canhão de 120 mm. Nesta configuração, foi adquirido pela Guarda Real do Sultanato de Omã.

Os veículos do CIO também incluem os blindados 4x4 e 6x6 da família PUMA, fornecidos ao Exército Italiano e à Arma dos Carabineiros em quase 600 unidades. Cerca de 80 unidades foram vendidas para o Paquistão.

Além disso, 200 unidades do Main Battle Tank (Carro de Combate Principal) ARIETE estão em serviço no Exército Italiano. Já os veículos de combate de infantaria DARDO, caracterizados por um perfil compacto e de baixo peso, são o suporte ideal para o ARIETE MBT. O veículo tem uma tripulação de três pessoas e pode transportar até seis soldados, sendo que, atualmente, 200 unidades estão sendo utilizados pelo exército italiano.

Entretanto, atualmente os produtos que são os carros-chefes das tecnologias ofertadas pelo CIO são o veículo blindado CENTAURO II e o Veículo Blindado de Combate de Infantaria (AIFV) FRECCIA, veículos de absoluta excelência e referência no mercado de defesa mundial.

O AIFV FRECCIA combina alta mobilidade e máxima proteção. Com uma tripulação de três homens e uma torre equipada com arma de 25 mm, o AIFV FRECCIA pode transportar uma guarnição de oito soldados. No entanto, caso seja instalada uma torre de controle remoto com uma metralhadora de 30 mm, o veículo será capaz de transportar até dez soldados. Adicionalmente, seu casco foi projetado para garantir a máxima proteção, não só balística, mas também antiminas e anti-IED.

Desde sua estreia do mercado, o tanque foi produzido em diversas versões, são elas: Antitank armada com dois mísseis; Mortar Carrier, equipada com morteiro estriado de 120 mm com carregamento semiautomático, utilizado atualmente pelo exército italiano; APC, capaz de transportar até 12 militares; Land Tactical Command Post; uma combinação de dois veículos, o Núcleo Tático e o Núcleo de Comando, cada um com funções distintas e específicas; Recovery, adquirida pelo exército espanhol para oferecer suporte ao veículo blindado CENTAURO I; e, por fim, a nova versão FRECCIA EVOLUTION, que está sendo planejada para se tornar uma referência absoluta no setor.

Em relação a seu uso, durante muitos anos o AIFV FRECCIA foi empregado pelas tropas italianas no Afeganistão, sendo que, atualmente, mais de 260 unidades deste equipamento estão em operação no exército italiano e outros estão sendo adquiridos.

Centauro II

O CENTAURO II é um veículo blindado que combina grande mobilidade, armamento pesado e elevada proteção. A alta relação peso-potência e a sofisticada transmissão montada no veículo oferecem ao veículo blindado uma mobilidade off-road, comparável a um veículo sobre lagartas, mas com velocidade de até 110 km/h. Com o desempenho garantido pelo motor IVECO de 750 cavalos de potência de nova geração, ele também pode enfrentar longas trilhas de estrada de forma independente.

O CENTAURO II é também o único 8x8 em sua categoria a ser equipado com um canhão Leonardo equivalente ao de um MBT de última geração, capaz de disparar todos os tipos de projéteis, incluindo o avançado APFSDS e também a nova munição programável.

Graças à transmissão "H" e à elevada estabilidade da plataforma, o CENTAURO II pode disparar em todas as condições, mesmo com a torre virada para a direita ou para a esquerda. Além disso, o veículo também conta com uma excepcional proteção balística, anti-minas, e anti I.E.D., pois utiliza tecnologias avançadas que permitem aliar a agilidade do veículo a uma elevada proteção, além de ter sido testado em vários campos de tiro militares em todo o mundo.

Sobre a Leonardo

A Leonardo, uma empresa global de alta tecnologia, está entre os dez maiores players mundiais em Aeroespacial, Defesa e Segurança e a principal e empresa industrial da Itália. Organizada em cinco divisões de negócios, a Leonardo tem uma presença industrial significativa na Itália, Reino Unido, Polônia e EUA, onde também opera por meio de subsidiárias que incluem Leonardo DRS (eletrônica de defesa) e joint ventures e parcerias: ATR, MBDA, Telespazio, Thales Alenia Space e Avio. A Leonardo compete nos mais importantes mercados internacionais alavancando suas áreas de liderança tecnológica e de produto (Helicópteros, Aeronaves, Aeroestruturas, Eletrônica, Segurança Cibernética e Espaço). Listada na Bolsa de Valores de Milão (LDO), em 2020, a Leonardo registrou receitas consolidadas de € 13,4 bilhões e investiu € 1,6 bilhão em Pesquisa e Desenvolvimento. A empresa faz parte do Índice Dow Jones de Sustentabilidade (DJSI) desde 2010 e foi nomeada líder global de sustentabilidade no setor Aeroespacial e Defesa pelo segundo ano consecutivo do DJSI em 2020.

Assessoria de Imprensa - Leonardo no Brasil
Approach Comunicação



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]