Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

quarta-feira, 23 de junho de 2021

VIDEO: Incidente marítimo no Mar Negro causa tensão entre Rússia e Reino Unido

Defesa russa diz que efetuou disparos de alerta após embarcação violar águas territoriais do país, no Mar Negro. Reino Unido nega incidente e diz que destróier navegava em rota internacional.


Ministério da Defesa da Rússia informou nesta quarta-feira (23/06) que um de seus navios de guerra efetuou disparos de alerta contra um destróier da Marinha Real Britânica no Mar Negro, após uma suposta violação das águas territoriais russas na região da Península da Crimeia.

Segundo informações do ministério, o navio britânico HMS Defender "recebeu alerta preliminar de que artilharia seria utilizada em caso de violação das fronteiras da Federação Russa, mas não reagiu”.

"Um navio de patrulha realizou disparos de alerta "confirmou o órgão, acrescentando que um avião militar Su-24 lançou quatro bombas de fragmentação na rota do navio britânico, que teria deixado a região logo em seguida.

O Ministério russo afirmou que o incidente ocorreu próximo à costa do Cabo Fiolent, na Crimeia. A península que oficialmente pertence ao território da Ucrânia, foi anexada pela Rússia em 2014, em um gesto que gerou condenações em todo o Ocidente.

Após o incidente, o Ministério da Defesa em Moscou convocou a presença do adido militar britânico no país, segundo informou a agência de notícias russa Interfax.

O Ministério da Defesa do Reino Unido negou que disparos tenham sido efetuados contra o destroier e não reconheceu o incidente. "

"Trajeto de rotina"

O Ministério da Defesa do Reino Unido negou que disparos tenham sido efetuados contra o destróier e não reconheceu o incidente. "

"Acreditamos que os russos realizaram um exercício de artilharia no Mar Negro e deram um aviso prévio á comunidade marítima”, disse o órgão em nota. "Nenhum disparo foi direcionado ao HMS Defender e não reconhecemos que bombas tenham sido jogadas em seu trajeto”.

O ministro da Defesa britânico, Ben Wallace, disse que o destróier navegava em uma rota internacionalmente reconhecida. "Nesta manhã, o HMS Defender realizou um trajeto de rotina entre Odessa (na Ucrânia), e a Geórgia através do Mar Negro”.

"Como é normal nessa rota, o HMS Defender entrou em um corredor de trânsito internacionalmente reconhecido”, disse Wallace. "Como é de praxe, navios russos acompanharam sua passagem e alertaram de exercícios de treinamento em suas proximidades.”

Há poucos dias, a Marinha Real Britânica informou que o HMS Defender havia se desligado da força de ataque que conduzia operações da Otan no Mediterrâneo para realizar suas próprias missões no Mar Negro.

Incidentes com aeronaves ou navios não são incomuns nas fronteiras russas, especialmente após o agravamento das tensões com o Ocidente, embora raramente resultem em disparos de artilharia.

Deutsche Welle

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]