Slider

Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira Foto: Ricardo Pereira

sábado, 17 de julho de 2021

Ministro da Defesa acompanha inspeção da ONU a tropas brasileiras que poderão atuar em missões de paz

Na terça-feira (13), comitiva da Organização das Nações Unidas (ONU) deu continuidade à inspeção de tropas militares brasileiras que se preparam para o futuro emprego em missões de paz. A atividade contou com a presença do Ministro da Defesa, Walter Souza Braga Netto.



Neste terceiro dia de avaliação, foram inspecionadas a Companhia de Ação Rápida e os serviços logísticos de apoio das unidades militares, sediados no 33° Batalhão de Infantaria Mecanizado, em Cascavel, no Paraná. Na quinta-feira (15), a equipe seguirá para inspeção da Companhia de Engenharia, do Exército, em São Gabriel, no Rio Grande do Sul. Na segunda-feira (19), iniciam a visita de avaliação ao Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, da Marinha, no Rio de Janeiro.


Ao acompanhar a comitiva da ONU, o Ministro da Defesa parabenizou os militares que compõem a tropa inspecionada. "Vocês representam o estado do profissionalismo e do preparo das nossas Forças Armadas", disse ele.

O Ministro Braga Netto, Oficiais-Generais e integrantes da comitiva da ONU inspecionaram a logística de apoio para o dia a dia da tropa, ou seja, tudo que envolve a subsistência e itens essenciais para as missões de paz. A averiguação abrange materiais para comunicações e equipamentos elétricos, médicos e de combate, entre outros produtos fundamentais para o emprego militar em países em conflito.

O Chefe da Missão da ONU, Tenente-Coronel Luong Truong Vinh, destacou que, "o ponto mais alto de hoje foi perceber o envolvimento político e militar. Tivemos a presença do Ministro da Defesa, Oficiais-Generais de mais alta patente do Exército e o representante do Ministério das Relações Exteriores". Além disso, chamou sua atenção "o profissionalismo, a preparação, a disciplina da tropa", enumerou.

O Assessor de Operações de Paz da Seção de Missões de Paz da 5ª Subchefia do Estado-Maior do Exército, Coronel Rolant Vieira Junior, foi um dos apoiadores das atividades do treinamento. "Mostramos nosso melhor para eles. Hoje apresentamos o material de treinamento de pessoal e de serviços de autossustento, muitos deles fruto de nossa experiência no Haiti", disse o Assessor. O Brasil empregou mais de 36 mil militares na missão de paz no Haiti, entre 2004 e 2017.

O Comandante do Exército, Gen Ex Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, lembrou que o Brasil sempre atuou em missões de paz no mundo. "Após 13 anos de presença no Haiti, saímos em 2017, deixando, momentaneamente, de ter tropa efetiva em uma missão de paz. O Brasil tem estudado e se preparado para continuarmos participando desse tipo de missão", afirmou o Oficial-General.

Estiveram, ainda, presentes na visita o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, General de Exército Laerte de Souza Santos; o Comandante de Operações Terrestres, General de Exército José Luiz Dias Freitas; o Chefe do Estado-Maior do Exército; General de Exército Marcos Antonio Amaro dos Santos; o Comandante Militar do Sul, General de Exército Valério Stumpf Trindade; o Chefe de Assuntos Estratégicos, General de Exército Eduardo Antonio Fernandes; o Chefe de Logística e Mobilização do Ministério da Defesa, Tenente-Brigadeiro do Ar Heraldo Luiz Rodrigues; e outras autoridades.

Visita de inspeção da ONU

Entre os dias 11 e 20 de julho, a comitiva da ONU inspeciona e avalia tropas brasileiras treinadas para emprego em missões de paz. Ao término da visita, eles podem conceder a certificação desses contingentes para o nível 2, condição básica para futuro emprego em missões com esse fim. Assim, podem ser convidadas pela ONU para contribuir com a segurança e a estabilização de nação que recebe uma missão de paz.

Ministério da Defesa


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

[Fechar]